Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Doenças Respiratórias

Lactente, 8 meses de idade, iniciou com quadro de coriza, tosse seca e sibilância com piora progressiva. Havia dois irmãos com quadro de resfriado comum em casa. Foi internado em UTI pediátrica, ficando em ventilação assistida por 5 dias e teve alta em 20 dias, sem resolução completa do quadro. Persistiu com quadro de sibilância grave nos 2 meses subsequentes, com dificuldade de alimentação pelo desconforto respiratório e alguns vômitos pós-mamadas. Além de dificuldade para ganhar peso. Radiografia de tórax mostrava ausência de condensações, com algumas áreas de hiperinsuflação localizada. Antecedentes: dermatite atópica e história familiar de atopia. O diagnóstico é:

A
asma grave e/ou alergia à proteína do leite de vaca;
B
pneumonia aspirativa;
C
bronquiolite viral aguda;
D
bronquiolite obliterante.
Uma jovem é encontrada na sua casa desacordada e é levada para um Pronto Atendimento. Ao exame, apresenta-se com febre (T axilar 38,5°C), confusa, desorientada, com pupilas isocóricas e fotorreagentes, sem rigidez de nuca, e com hemiparesia desproporcional direita. Foi realizado um exame de tomografia computadorizada de crânio que observou lesão hiperdensa em região do lobo temporal esquerdo sem desvio da linha média. Foi realizada uma punção liquórica que evidenciou os seguintes achados em líquido cefalorraquidiano (LCR): celularidade 120 leucócitos, 80% linfócitos, 0 hemácias, 20% neutrófilos, proteína de 50 mg/dl, glicose 88 mg/dl, Pandy negativo, bacterioscopia negativa. Frente a estes achados a conduta CORRETA é:
Cardiomiopatia dilatada é:
As bactérias produtoras de beta-lactamase de espectro estendido (ESBL) estão sendo isoladas com frequência nos hospitais brasileiros e na comunidade, especialmente, em infecções do trato urinário e infecções intra-abdominais. Frente aos conceitos sobre ESBL é CORRETO:
Todas as alternativas abaixo são recomendadas para retardar a progressão da nefropatia diabética, EXCETO:
Compartilhar