Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Doenças Respiratórias

Lactente com 6 meses de idade compareceu ao ambulatório com queixa de coriza, tosse e febre baixa há 2 dias. Ao exame a criança se apresentava em bom estado geral, eupneica, com ausculta pulmonar normal. Otoscopia normal e hiperemia de orofaringe. Nesse dia estava marcada a 3ª dose da vacina tetravalente e anti-pólio. Qual a orientação adequada em relação à vacinação desta criança?

A
As vacinas devem ser aplicadas normalmente, visto que um resfriado comum não contraindica a vacinação.
B
Orientar para adiar a vacinação até que haja melhora da febre.
C
Fazer a vacina anti-pólio e adiar a vacina tetravalente até que haja melhora da febre.
D
Substituir a vacina tetravalente pela tríplice acelular e aplicar a vacina Sabin.
Dr. Joselito recebe, na Clínica da Família Bárbara Starfield, um paciente de 12 anos acompanhado da mãe. Esta refere que o filho, na noite anterior, iniciou de forma súbita um quadro de febre, calafrios, dor de garganta intensa, cefaleia e dor abdominal. Ao exame físico, o Dr. Joselito encontrou orofaringe hiperemiada com exsudato, petéquias no palato mole e adenite cervical anterior dolorosa. Tendo em vista o quadro clínico apresentado, a principal hipótese diagnóstica é:
A respeito do desenvolvimento neuropsicomotor da criança normal, no primeiro ano de vida, são corretas as afirmações abaixo, EXCETO:
Paciente de 50 anos etilista dá entrada na sala de emergência com hematêmese volumosa. Apresenta F.C.: 130 bpm, P.A.: 90 x 60 mmHg e confusão mental. A conduta inicial deve ser:
Paciente do sexo feminino, 65 anos, dá entrada no pronto-socorro com relato de hematêmese de grande monta há cerca de 30 minutos. Os sinais vitais de entrada são: P.A 100 x 60 mmHg e FC 88 bpm. Realiza-se a passagem de cânula nasogástrica com saída de cerca de 300 ml de sangue vivo. Após ressuscitação volêmica da paciente, qual é o próximo passo na investigação diagnóstica da mesma?
Compartilhar