Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Neuropediatria

Lactente de 7 meses apresentou quadro de febre alta que persistiu por 72 horas. No primeiro dia, apresentou crise convulsiva febril, sendo colhidos hemograma e liquor que vieram com resultados normais. No quarto dia, houve aparecimento de exantema maculopapular na face, cabeça e tronco, poupando os membros. O diagnóstico clínico e agente etiológico são, respectivamente:

A
Rubéola - togavírus
B
Exantema Súbito - herpes Vírus 6 ou 7
C
Eritema infeccioso - parvovírus B 19
D
Escarlatina - estreptococo beta hemolítico
E
Sd. Pé-mão-boca - Coxsackie A
Com base nos conhecimentos sobre rinossinusites, considere as afirmativas a seguir. I. Define-se a rinossinusite aguda como condição presente por até 4 semanas, com resolução completa após o tratamento. II. A rinossinusite crônica refere-se a processos inflamatórios da mucosa nasossinusal com persistência dos sinais e sintomas acima de 12 semanas. III. A cefaleia e a halitose são considerados fatores preditivos maiores que sugerem o diagnóstico de rinossinusite aguda. IV. No tratamento da rinossinusite crônica, deve-se levar em consideração o percentual de anaeróbios na escolha do antibiótico. Assinale a alternativa correta.
As crises convulsivas febris são uma causa comum de convulsões nas crianças até seis anos de idade. Sobre as crises convulsivas febris, assinale a alternativa correta:
A presença de uma tumoração na linha média do pescoço, acima da tireoide, de consistência fibroelástica, arredondada, móvel à protrusão da língua, caracteriza o(a):
Paciente 25 anos, sexo feminino, referiu dor no hipocôndrio esquerdo. Tomografia computadorizada revelou lesão cística de 10,0 cm de diâmetro no baço. Após a esplenectomia, a imuno-histoquímica marcava tanto para CEA como para CA19.9. Neste caso, trata-se de:
Compartilhar