Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Pediatria Geral

Lactente indígena de 11 meses, sem imunização prévia, é admitido com quadro de meningite bacteriana com cultura de liquor positiva para Haemophylus influenzae tipo b. No momento da alta, a orientação adequada é:

A
aguardar até a idade de dois anos, para indicar a vacina tetravalente com a finalidade de estimulação adequada das células de memória imunológica.
B
indicar a vacina meningocócica conjugada, ao invés da vacina anti-hemófilos, em face do risco de o paciente ser susceptível a infecções invasivas.
C
indicar a vacina conjugada anti-H. influenza b, pois a doença não confere imunidade permanente.
D
suspender a vacina contra o H. influenza b do calendário vacinal dessa criança.
Sobre a isquemia cerebral de origem extra-craniana é ERRADO afirmar:
Os mecanismos principais da anemia da insuficiência renal crônica são deficiências de:
Em relação à tuberculose, podemos afirmar, exceto:
Criança de 12 anos chega ao serviço de emegência com quadro de febre alta, rebaixamento do nível de consciência e lesões purpúricas disseminadas pelo corpo. Início dos sintomas há aproximadamente 12h. O paciente encontra-se pálido +++/4+, desidratado +++/4+, acrocianótico. Glasgow 7. Não apresenta sinais de irritação meníngea. Respiração irregular, sem ruídos adventícios à ausculta pulmonar, Saturação de oxigênio = 88%. Ausculta cardíaca normal, pulsos periféricos fracos, perfusão capilar periférica de 5 segundos, frequência cardíaca de 168 bpm, Pressão arterial de 80 x 40 mmHg. A classificação do quadro hemodinâmico do paciente segundo as diretrizes do PALS e a conduta inicial mais adequada são:
Compartilhar