Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Pneumologia

Dermatologia

Doenças Respiratórias

Pré-escolar do sexo masculino, com três anos de idade, foi levado por sua mãe ao posto de saúde com relato de tosse persistente, obstrução nasal e dermatite atópica há dois anos, que pioram com mudança do clima. Relata ainda falta de ar e chiado no peito à noite, semanalmente, que alivia após nebulização com broncodilatador. Segundo a mãe, ele tem tosse e cansaço praticamente todo dia. Refere que a criança já foi internada na UTI duas vezes devido à crise grave de asma. O pai tem asma, a mãe e a irmã rinite alérgica. Ao exame físico, verificou-se estar à criança emagrecida, com discreto aumento da região esternal, obstrução nasal, e presença à ausculta pulmonar de esforço expiratório e discreta sibilância. Com base nessa situação hipotética, assinale a alternativa correta:

A
A presença de dermatite atópica e história parental de asma neste paciente reforçam o diagnóstico de asma.
B
Segundo a IV Diretrizes Brasileiras para o Manejo da Asma, a classificação da gravidade da doença, neste caso, é de asma persistente leve.
C
O tratamento de manutenção (profilaxia) indicado neste caso é a associação de corticoide inalatório com um broncodilatador de curta duração.
D
Não há, neste caso, a indicação de profilaxia com corticoide inalatório, pois trata-se de asma intermitente.
E
A prescrição de um antialérgico por via oral é suficiente para o tratamento deste paciente, uma vez que o quadro é predominantemente alérgico.
Bebê nascido de parto vaginal, com idade gestacional de 36 semanas, peso de 3200g, apresenta icterícia perceptível em zona IV de Kramer, com 72 horas de vida. Sua mãe relata ter observado que o bebê já se apresentava com a face e o tronco amarelados no segundo dia de vida. A tipagem sanguínea da mãe é A positivo, e de seu bebê é O negativo. O bebê está sendo amamentado exclusivamente ao seio, elimina mecônio duas vezes ao dia e tem diurese sempre presente e clara. O irmão mais velho, de 3 anos, necessitou fototerapia por 4 dias na primeira semana de vida. A mãe relata uso de naftalina nos armários de roupas. Essa icterícia é:
A prevenção da tuberculose a partir da aplicação de uma dose de BCG intradérmico, ao nascimento, tem maior efeito protetor na diminuição da
Paciente feminina, de 43 anos, encaminhada por adinamia, lentificação psicomotora e sintomas depressivos. Apresentando tosse, com escarro amarelado, há 7 dias. Ao exame físico, PA 90/60 mmHg e rarefação de pelos pubianos. Os familiares referiam história prévia de complicação obstétrica hemorrágica há 7 anos e amenorreia, desde então. Exames laboratoriais:TSH 8,0 (0.45-4,5 mUI/L), T4L 0.3 mg/dL (0,6-1,7mg/dL) e glicemia 45 mg/dL. Trata-se, provavelmente, de:
No tratamento da gota, podemos afirmar:
Compartilhar