Questões na prática

Clínica Médica

Ginecologia e Obstetrícia

Neurologia

Leia o caso clínico a seguir. Uma paciente de 25 anos, do sexo feminino, com diagnóstico prévio de migrânia com aura, apresentou piora das crises e se automedicou com sumatriptano em uso contínuo por 10 dias e, apesar da melhora da dor, a paciente evoluiu com parestesia seguida de hemiparesia esquerda de predomínio braquiofacial, hiper-reflexia, Hoffmann e Babinski à esquerda, sem alterações sensitivas ou da consciência e com coordenação preservada, sem rigidez de nuca e demais pares cranianos normais. Essa paciente é obesa e dislipidêmica, sem outras comorbidades. Com base nesses dados clínicos, o diagnóstico topográfico neurológico e a hipótese diagnóstica principal são, respectivamente:

A
Território de artéria cerebral média direita e doença vascular encefálica isquêmica.
B
Território de artéria comunicante anterior e hemorragia subaracnoidea.
C
Território de artéria cerebral anterior direita e doença vascular encefálica hemorrágica.
D
Território de artéria cerebral posterior direita e infarto migranoso.
Escolar de 9 anos, sexo feminino, é atendida no serviço de atendimento de emergência com queixa de edema e hiperemia palpebral, dor local, hiperemia conjuntival e limitação da motilidade do olho direito há 4 dias. A mãe refere que, há cerca de duas semanas, apresentou infecção de vias aéreas superiores. Assinale a alternativa que apresenta o provável diagnóstico para esse caso.
Defeitos da parede abdominal anterior é uma condição cirúrgica neonatal relativamente frequente em cirurgia pediátrica, sendo assim, assinale a alternativa INCORRETA:
Arthur tem 4 anos de idade apresenta um tumor de 2cm, cístico, móvel, sem sinais flogísticos, localizado na linha média do pescoço. O diagnóstico mais provável é
Paciente de 10 anos após picada de inseto em face evoluiu após 24 horas com edema e vermelhidão em região de olho esquerdo. Ao exame físico edema e discreto eritema em pálpebra inferior esquerda, mobilidade ocular intrínseca e extrínseca normais, sem dor, visão preservadas e sem proptose. Identifique o diagnóstico e conduta mais adequada.
Compartilhar