Questões na prática

Clínica Médica

Preventiva

Infectologia

Pneumologia

Dermatologia

Leia o caso clínico abaixo e analise as assertivas que se seguem. Seu Francisco, 48 anos, foi morar na área de abrangência da Unidade de Saúde da Família Vila Alegre. Procurou atendimento médico por apresentar quadro de tosse há 3 meses, associado à anorexia, perda de peso, febre vespertina e sudorese noturna. Referia ser alcoolista de longa data. Já havia iniciado tratamento para Tuberculose com Esquema I na USF onde morava, mas havia interrompido tratamento há 20 dias. Após exame clínico completo e realização da Lista de Problemas, o médico, junto à equipe, I. considerou o caso como uma transferência entre Unidades de Saúde da Família, não sendo necessária nova notificação. II. considerou o caso como abandono ao tratamento, associando Etambutol ao Esquema I. III. encaminhou ao CAPS AD para tratamento do alcoolismo. IV. solicitou ao ACS visitas domiciliares quinzenais para a realização de doses supervisionadas. Assinale a alternativa correta:

A
Apenas as assertivas I, II e III estão corretas.
B
Apenas as assertivas II, III e IV estão corretas.
C
Apenas as assertivas I e III estão corretas.
D
Apenas as assertivas II e III estão corretas.
E
Apenas a assertiva III está correta.
Sobre o câncer colorretal é CORRETO afirmar:
Mãe leva sua filha, com um mês de vida, para consulta na Unidade Básica de Saúde. Relata que a filha foi submetida aos exames de triagem neonatal e está em aleitamento materno exclusivo, com calendário vacinal em dia. A criança nasceu de parto vaginal, a termo, com 3000g, Apgar 7 e 9. A mãe queixa-se que a filha, há três semanas, está chorando muito, quase todos os dias, no início da noite. Informa também que a criança apresenta muitas evacuações ao dia, com fezes semi-pastosas, de coloração amarelada. Na consulta realizada com 10 dias de vida o peso da criança foi de 2990g. Hoje, na consulta, pesou 3550g. Diante desse quadro clínico, assinale a alternativa que contém o diagnóstico e a conduta para essa criança.
Uma criança, com dois anos de idade, sexo masculino, é atendida no serviço de Pronto Atendimento. A mãe relata que a criança vem apresentando sintomas de obstrução nasal e secreção hialina há seis dias, evoluindo com febre (dois picos diários de 38,8 ºC) nos últimos dois dias, irritabilidade, dificuldade de aceitação da alimentação, sobretudo da mamadeira que é oferecida à noite, após deitar. O exame físico mostra abaulamento da membrana timpânica esquerda. Qual a principal hipótese diagnóstica e a conduta terapêutica?
Pré-escolar de três anos, com história de febre e tosse há três semanas, foi medicada com antibióticos sem melhora. Vacinada com BCG ao nascer e apresenta cicatriz. O irmão adolescente, que reside na mesma casa, está em tratamento para tuberculose. A radiografia de tórax mostra infiltrado em um lobo médio, a prova tuberculínica é não reatora e, na avaliação nutricional, há magreza acentuada. Diante deste quadro, considerando os critérios atuais de pontuação do controle de tuberculose no Brasil, o diagnóstico de tuberculose neste pré-escolar é:
Compartilhar