Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Lígia, 22 anos, é atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Maré com dor pélvica súbita e crescente e febre de 37,5°C. Última menstruação há 25 dias e vida sexual inativa há 2 meses. Traz ultrassonografia abdominal recente que mostra tumor anexial de 12cm de diâmetro, cístico e baixa perfusão à dopplerfluxometria. O diagnóstico provável é:

A
Cisto de corpo lúteo
B
Doença inflamatória pélvica
C
Gravidez ectópica
D
Torção de anexo
Qual das cardiopatias congênitas abaixo é acianótica?
S.T.B., 76 anos, gênero masculino, músico, apresenta quadro de retenção urinária. Foi diagnosticado hiperplasia prostática benigna e indicada realização de Ressecção Transuretral (RTU) da próstata. Durante o procedimento foi utilizada, para irrigação, água destilada. No pós-operatório imediato, o paciente apresentou confusão mental e crise convulsiva. Em relação a esse caso, assinale a alternativa ERRADA:
Sobre a conjuntiva do globo ocular, analise as afirmativas abaixo: I - Constitui um tecido liso, flexível e avascularizado, que tem como função principal servir de barreira contra agressões exógenas, inclusive micro-organismos; II - É uma membrana mucosa que reveste o globo ocular em sua superfície anterior e as pálpebras, superior e inferior, nas suas superfícies posteriores; III - é um reservatório da secreção lacrimal e permite movimentação do globo ocular sem que o atrito entre em sua superfície lisa e a córnea cause dano para a mesma; IV - Nas conjuntivites virais, o infiltrado celular é tipicamente de polimorfonucleares neutrófilos. Está CORRETO o que se afirma em:
As tumorações abdominais na infância apresentam as mais variadas etiologias, geralmente são doenças benignas, como hidronefrose, rim multicístico, hepatoesplenomegalia infecciosa, bezoar, malformação intestinal ou cistos. Os tumores malignos nessa faixa etária são raros, mas a elucidação diagnóstica precoce é imprescindível para garantir possibilidades de cura para o paciente. A estratégia para o diagnóstico do tumor abdominal inclui história clínica, exame físico, exames laboratoriais e de imagem. Entre as crianças de 0 a 2 anos, o tumor maligno abdominal retroperitoneal mais frequente é:
Compartilhar