Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Lucia tem 27 anos e sua mãe Vera, 55 anos. Há dois meses Vera notou durante autoexame um nódulo em mama esquerda que após investigação teve como diagnóstico carcinoma ductal infiltrante de mama. Lucia lembra que sua avó materna, Isadora também foi portadora de câncer de mama e morreu após três anos do tratamento cirúrgico. Com estas informações o Dr. Julio, mastologista responsável pelo caso, resolve investigar a possibilidade de Lúcia também desenvolver a mesma patologia fazendo pesquisa genética para identificação de mutações que possam indicar tal risco. Este estudo é realizado inicialmente em Vera e posteriormente em Lucia e em ambas o resultado foi semelhante, com a presença de mutação tipo BRCA-1. A presença de BRCA-1 positivo em Vera e Lúcia tem, para Lucia, os significados principais de:

A
ausência de risco aumentado para desenvolver câncer de mama / BRCA-1 ligado ao desenvolvimento de câncer de ovário.
B
risco menor que o da população geral para desenvolver câncer de mama / BRCA-1 é fator protetor no desenvolvimento do câncer de ovário.
C
pequena elevação no risco de desenvolver câncer de mama / BRCA-1 ligado ao carcinoma ductal infiltrante limitado, bem diferenciado e receptores hormonais positivos.
D
aumento de até 85% no risco de desenvolver câncer de mama / BRCA-1 ligado ao carcinoma ductal infiltrante invasivo, mal diferenciado e receptores hormonais negativos.
Paciente com 35 semanas de idade gestacional dá entrada no pronto-socorro referindo dor importante no hipocôndrio direito. Ao exame clínico, a gestante apresentava pressão arterial de 100/80 mmHg; com dor intensa a palpação superficial e profunda do hipocôndrio direito e útero de tonicidade normal compatível com a idade gestacional. Edema maleolar moderado e proteinúria de +++, batimentos cárdio-fetais 140 bpm. Exame especular e toque apresentando colo fechado. USG abdominal e obstétrica normais, com placenta tópica. Enzimas hepáticas elevadas com plaquetopenia e hemólise. Qual o provável diagnóstico?
Recém-nascido a termo com 12 horas de vida encontra-se ictérico, até Zona III de Kramer. Seu tipo sanguíneo é A, Rh positivo, Teste de Coombs direto positivo. Trata-se do terceiro filho de puérpera cujo tipo sanguíneo é O, Rh negativo, Teste de Coombs indireto negativo. O diagnóstico mais provável e a conduta mais adequada para o caso são:
São considerados distúrbios reativos de conduta na infância:
Considere as seguintes afirmações sobre as possíveis medicações utilizadas em sala de parto e assinale a alternativa CORRETA.
Compartilhar