Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Mãe leva Tiago, de 4 semanas de vida, ao pediatra com relato de que o mesmo vem apresentando vômitos amarelados constantes cada vez mais frequentes e que os últimos vômitos têm apresentado sangramento. Observou diminuição do volume de fezes. Ao exame, criança com baixo peso, desidratada e prostrada. À palpação abdominal, observa-se massa semelhante a uma azeitona no quadrante superior esquerdo. Qual o distúrbio metabólico mais comumente pode ser encontrado nesta situação?

A
Alcalose metabólica hipocalêmica e hiperclorêmica.
B
Acidose metabólica hipercalêmica e hipoclorêmica.
C
Alcalose metabólica hipocalêmica e hipoclorêmica.
D
Acidose metabólica hipocalêmica e hipoclorêmica.
No Câncer Colorretal Hereditário não Polipoide (HNPCC), a associação com outros tumores ocorre mais comumente:
Paciente com 40 anos de idade, com diagnóstico de hipertensão há três anos, que evoluiu com dificuldade de controle pressórico e hipocalemia persistente sem causa aparente. Na investigação para hiperaldosteronismo primário, os seguintes resultados foram obtidos: aldosterona plasmática em repouso: 36 ng/ml (VR: 1-16): atividade plasmática de renina: 0,08 ng/ml/hora (VR: 0,4- 0,7): aldosterona plasmática ao teste da postura: 36 ng/dl. Na tomografia computadorizada de abdome, nenhuma massa adrenal foi visualizada. Qual seria o diagnóstico mais provável para essa paciente?
Paciente, sexo masculino, 60 anos, com diagnóstico prévio de cirrose hepática por hepatopatia alcoólica, é internado com dor abdominal e febre. Ao exame físico, apresentava-se com sinal do piparote e com sinal de descompressão brusca dolorosa. Foi realizada paracentese em que a análise do líquido ascítico revelou: albumina 0,6 g/dl; 750 células, com 70% de polimorfonucleares. A conduta apropriada para esse caso é:
Paciente do sexo feminino, de 33 anos, há um mês apresenta edema progressivo de membros inferiores e face. Na avaliação feita no CAIS, foram observadas, no exame de urina, hematúria ++/4, leucocitúria +/4 e proteinúria +++/4. A investigação laboratorial de causa secundária mais importante para o caso é:
Compartilhar