Questões na prática

Pediatria

Pediatria Geral

Mãe primípara, em aleitamento materno exclusivo, traz seu filho com uma semana de vida para consulta. Sua queixa principal é diarreia. A criança toda vez que mama evacua e isto já aconteceu mais de 4 vezes hoje. O exame físico revela um recém-nascido sadio e sem sinais de desidratação. Qual é a conduta adequada?

A
Suspender o leite e dar soro oral.
B
Suspender o leite materno e dar um leite isento de lactose.
C
Suspender o leite materno e dar o leite de vaca diluído ao meio.
D
Manter o aleitamento materno e dar soro oral nos intervalo das mamadas.
E
Manter o aleitamento materno e dizer para mãe que a situação é normal.
Em relação à parada cardiorrespiratória na infância, é CORRETO afirmar:
Criança, 5 anos de idade, há 1 semana apresenta palidez cutaneomucosa, hiporexia, fraqueza, equimoses e petéquias. Ao exame REG, palidez cutaneomucosa (++/++++) e adenopatia generalizada. Pele: presença de equimoses e petéquias em tronco e membros, FR = 24 ipm. FC = 120 bpm. Presença de sopro sistólico (+/+6). Fígado palpável a 3 cm do RCD e baço palpável a 4 cm do RCE. Hemograma: Hb = 7,5 g/dl, GB = 1000/dl, Plaquetas = 18.000/dl. Mielograma: relação L:E 8:1, com medula óssea tomada por blastos. Imunofenotipagem mostrou: positividade para CD19, e CD20 e CD10, sendo negativa para CD33, slg, cCD3 e CD7. RT-PCR mostrou presença de t(12;21). Com base no exposto, acima o diagnóstico é:
A Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) representa uma das doenças mais frequentes do homem. Altamente prevalente, é considerada por muitos pesquisadores uma condição natural e inexorável do envelhecimento masculino (Urologia Brasil – Sociedade Brasileira de Urologia, 2013). Nessa patologia,
Paciente do sexo masculino, 28 anos, procura assistência médica ambulatorial em função de "olho vermelho". Ao exame ocular, apresenta hiperemia conjuntival bilateral associada à presença de copiosa quantidade de secreção ocular purulenta, que se mantém constante e na mesma intensidade ao longo de todo o período do dia. Há suspeita de existirem microperfurações na córnea. A dor ocular é mínima e o paciente relata ocasional turvação visual. A hipótese diagnóstica mais provável é:
Compartilhar