Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Nefrologia

Neonatologia

Um dos problemas mais sérios encontrados em até 35% dos indivíduos em espinha bífida e outros distúrbios urológicos que necessitam de cateterismo vesical intermitente e de procedimentos de reconstrução do trato urinário é a alergia ao:

A
Látex.
B
Thimerosal.
C
Ácido acetilsalicílico.
D
Bicromato de potássio.
Uma criança de cinco anos é avaliada pelo pediatra do plantão que solicita a sua avaliação por apresentar um tumor cistico na linha média do pescoço, inferior ao osso hióide, móvel à deglutição, sem sinas inflamatórios. Na sua opinião qual o diagnóstico mais provável?
Criança do gênero masculino, nascida a termo por parto normal, com um mês de vida e antecedente de hidronefrose ante natal, grau III pela Sociedade Fetal de Urologia. Há um dia realizou ultrassom do aparelho urinário que evidenciou: dilatação do sistema pielocalicial unilateral, afilamento do parênquima renal, diâmetro AP da pelve renal de 3,0 cm, ureteres não dilatados e rim contralateral normal. Qual o melhor exame complementar a ser solicitado, para avaliar a necessidade de tratamento cirúrgico nesta criança?
Criança, 2 anos de idade, foi submetida à traqueostomia e o cirurgião resolve fechá-la. Para fechar ele aplica sutura por planos até na pele. Nesta situação, bem provavelmente, a criança irá evoluir com:
Recém-nascido foi submetido a teste do coraçãozinho com 36 horas de vida, tendo como resultado os seguintes valores: saturação da mão D 96% e pé D 96%. Recebeu alta hospitalar. Após algumas semanas de vida, foi diagnosticada uma cardiopatia congênita. Entre as cardiopatias abaixo, qual o diagnóstico mais provável para esta criança?
Compartilhar