Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Médico de família faz visita domiciliar a um senhor de 67 anos, residente em local de difícil acesso, emagrecido, hipertenso e com sequela de AVC que limita sua deambulação. Está em uso de Anlodipina e Hidroclorotiazida. A filha relata que ele tem tido dificuldade para tomar banho ou trocar de roupa e à noite acorda agitado e se senta na cama. Ao exame encontra-se eupneico, hipocorado (++/4+) um pulso irregular com frequência de 120 bpm; PA = 130 x 60; turgência jugular a 45° e discreta hepatomegalia e sem edema de MIS; na ausculta cardíaca o ritmo é regular, ictus está desviado para a esquerda e sopro sistólico em ponta; na ausculta respiratória há discretos estertores ins e expiratórios na base direita. Em vista do quadro acima a classificação funcional e a terapêutica imediata adequada da insuficiência cardíaca é:

Quando um paciente vítima de colisão de veículo apresenta o membro inferior encurtado, quadril em flexão, adução e rotação interna, devemos suspeitar de:
Um médico plantonista atende uma jovem vítima de estupro. Em seguida ele recomenda um esquema profilático de antibiótico terapia, todos em dose única, em associação visando a uma proteção contra a sífilis, clamídia, trichomonas e gonorreia, respectivamente. Assinale, desse modo, a sequência e dose CORRETAMENTE recomendada:
Considere uma paciente de 35 anos, em amenorreia há 6 meses, e sem outras queixas. Relata história de curetagem uterina por abortamento há 7 meses. Nega uso de medicamentos. Assinale a melhor conduta:
Em paciente jovem com história de sinusite, hemoptise e pneumonias de repetição, o diagnóstico mais provável é:
Compartilhar