Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Infectologia

Ortopedia

Menina, 12 anos, trazida ao PS com história de dor de garganta há 5 dias acompanhada de gânglios no pescoço, tendo iniciado tratamento com amoxilina há 2 dias e que, após o uso deste, notou manchas avermelhadas pelo corpo. Ao exame físico, apresenta-se febril, com rash maculopapular róseo em todo o corpo. Amígdalas hipertrofiadas e recobertas por exsudato esbranquiçado, adenomegalias cervicais bilaterias, fígado a 3 cm do apêndice xifoide e baço a 2 cm do rebordo costal esquerdo. A hipótese a ser considerada é:

A
Amigdalite bacteriana resistente ao antimicrobiano.
B
Toxoplasmose.
C
Mononucleose infecciosa.
D
Citomegalia.
E
Efeito colateral da amoxilina.
Menino de cinco anos, pardo, natural de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, tem história de infecções sinopulmonares de repetição desde o primeiro ano de vida, necessitando frequentemente de antibioticoterapia. No último ano, apresentou quatro episódios de sinusite. Tem irmão de 7 anos, com asma brônquica e infecções respiratórias de repetição. Ao exame físico, encontra-se emagrecido e hipocorado. Peso e altura, respectivamente, nos percentis 10 e 3. Exames laboratoriais mostram: Htc: 30%; Hb: 10,2%; leucócitos totais: 6100; 6% eosinófilos, neutrofilia; 36% linfócitos; lgG: 271 mg/l; lgA: 8 mg/l; lgM: 27 mg/l. A conduta terapêutica adequada para o caso é:
Mulher de 36 anos, casada e mãe de dois filhos, com história de há cerca de 6 meses estar apresentando alteração de comportamento, isolamento familiar, longas caminhadas sem destino (foi seguida algumas vezes pelo marido), perturbação do sono e perda de peso discreta, segundo a família. Foi levada a um psiquiatra que diagnosticou transtorno depressivo e iniciou tricíclico. Foi trazida hoje por quadro de perda de consciência sem abalos musculares ou liberação de esfíncteres. Ao exame estava sonolenta, mas respondia quando questionada. Referiu estar com cefaleia intensa. Sem alteração motora focal. Sem lesão de par craniano. Marcha normal. Ausência de rigidez de nuca. PA = 180/90/FC = 45 (bradicardia sinusal). Sem outras alterações no exame físico. Sobre o caso acima, assinale a alternativa correta.
Em razão do risco de infecção do sítio cirúrgico, em qual destas cirurgias a antibioticoterapia está indicada?
Considere um RN com 36 semanas de idade gestacional, nascido por cesariana eletiva, sem trabalho de parto. Apgar 8/9. Evoluiu com frequência respiratória entre 80-90 ipm e discreta tiragem intercostal. Foi colocado em CPAP nasal e manteve saturação de O2 > 90. Radiografia de tórax mostrando pulmões hiperinsuflados com congestão peri-hilar, espessamento da cisura do pulmão direito e inversão do ângulo costofrênico bilateral. Qual sua hipótese diagnóstica?
Compartilhar