Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Homem de 44 anos apresentando sintomas compatíveis com hipoglicemia há cerca de 20 dias. Nega uso de qualquer medicamento. Os exames realizados revelaram: Glicemia de jejum = 38,45 e 48 mg/dl, as insulinemias basais (dosadas juntamente com as mencionadas glicemias) foram de 16,10 e 8 um/ml (N - até 6 ) e a dosagem de Peptídeo - foi de 8,2 ng/ml (N = 0,3 - 3,5). A hipótese diagnóstica mais provável é:

A
Hipoglicemia autoimune.
B
Pancreatite crônica.
C
Hipoglicemia induzida por insulina exógena .
D
Insulinoma.
E
Diabetes instável.
Uma paciente feminina, 70 anos de idade, procura a emergência, apresentando cefaleia bitemporal pulsátil contínua, astenia, escotomas visuais, dificuldade de mastigação, dor à palpação de região temporal e velocidade de hemossedimentação elevada. A conduta indicada para abordagem inicial dessa paciente é:
Um homem, 30 anos, apresenta quadro clínico e radiológico muito sugestivo de tuberculose e 3 exames de escarro negativos para BAAR. A conduta para esse paciente, é:
A cirurgia de escolha para a reconstituição biliodigestiva, após a ressecação do cisto de colédoco, é a:
Um recém-nascido (RN) a termo (Idade Gestacional = 37 semanas), nascido de parto cesárea, Apgar 8 (1o min) e 9 (5o min) inicia logo após o nascimento com taquipneia (FR=80 rpm) e gemência. O RX de tórax mostra hiperinsuflação pulmonar, infiltrado peri-hilar simétrico e presença de líquido nas cisuras interlobares (cisurite). O RN recebe oxigenioterapia e apresenta resolução clínica do quadro em três dias. O diagnóstico provável é:
Compartilhar