Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Nefrologia

Menina de 8 anos, acompanhada da mãe, é atendida na unidade de saúde com as seguintes queixas: náuseas, astenia importante e dor abdominal. A mãe referiu que sua filha apresentou vários episódios de enurese noturna na última semana e emagreceu 2 kg nesse período. O exame físico revelou uma criança com olhos encovados, respiração profunda, com hipotensão ortostática, taquicardia e turgor de pele diminuído. O médico de plantão, pensando na hipótese diagnóstica de cetoacidose diabética, solicitou alguns exames de emergência. Assinale o conjunto de exames congruente com esse quadro clínico.

A
Glicemia normal, pCO2 normal, leucocitose, US abdominal anormal
B
Hipoglicemia, pCO2 normal, hipopotassemia, cetonúria ++++.
C
Hiperglicemia, pCO2 diminuído, hipopotassemia, cetonúria ++++.
D
Glicemia normal, pCO2 normal, hipernatremia, cetonúria negativa.
E
Glicemia normal, pCO2 aumentado, creatinina normal, RX de tórax alterado.
São causas de hiperbilirrubinemia com predomínio de bilirrubina indireta, exceto:
No atendimento primário ao queimado:
Paciente do sexo feminino, 70 anos de idade, sofreu queda da própria altura, evoluindo com dor no quadril direito e incapacidade para marcha. Ao ser examinada, constatou-se que o membro inferior direito estava encurtado e rodado externamente. A suspeita diagnóstica é:
Paciente com 40 anos de idade, com diagnóstico de hipertensão há três anos, que evoluiu com dificuldade de controle pressórico e hipocalemia persistente sem causa aparente. Na investigação para hiperaldosteronismo primário, os seguintes resultados foram obtidos: aldosterona plasmática em repouso: 36 ng/ml (VR: 1-16): atividade plasmática de renina: 0,08 ng/ml/hora (VR: 0,4- 0,7): aldosterona plasmática ao teste da postura: 36 ng/dl. Na tomografia computadorizada de abdome, nenhuma massa adrenal foi visualizada. Qual seria o diagnóstico mais provável para essa paciente?
Compartilhar