Questões na prática

Clínica Médica

Pediatria

Cardiologia

Pneumologia

Doenças Respiratórias

Menino, 4 anos, foi internado no serviço de emergência pediátrica com diagnóstico de pneumonia e empiema pleural. O agente etiológico isolado na hemocultura foi o Streptococcus pneumoniae. No 5º dia de internação, apresentou ao exame físico: FC = 160 bpm; PA = 80 x 50 mmHg (PA sistólica = 60 mmHg durante a inspiração); T = 38,7ºC. Veias jugulares estavam ingurgitadas, as bulhas cardíacas praticamente inaudíveis, o murmúrio vesicular audível bilateralmente, mas diminuído nas bases, presença de estertores crepitantes nas bases, submacicez à percussão das bases. O fígado estava palpável a 6 cm da reborda costal direita, consistência aumentada. As extremidades estavam frias e a perfusão periférica era diminuída. Qual das hipóteses abaixo explica a presença desses dados clínicos?

A
Pneumotórax hipertensivo.
B
Pericardite purulenta com tamponamento cardíaco.
C
Endocardite bacteriana.
D
Miocardite aguda.
E
Mediastinite.
Analisando uma criança normal no ambulatório, observaram-se as seguintes habilidades: a) anda com apoio; b) solta um objeto sob comando; c) aproxima-se quando chamado e d) emite uma ou duas palavras com significado. Levando-se em consideração as diretrizes com referência à faixa superior de normalidade, você diria que esta criança tem:
Quais são as hipóteses diagnósticas de um Recém-nascido com incapacidade de eliminar mecônio nas primeiras 24 horas de vida?
Criança, nascida de parto normal a termo, apgar de 9 no primeiro minuto e de 10 no quinto minuto, pesando 3.280 g, é encaminhado para o alojamento conjunto, usando LM exclusivo. Na alta, após o segundo dia de vida, o pediatra nota icterícia de esclerótica e face. No prontuário, verifica que a mãe é Rh+, grupo A e o RN é Rh negativo, grupo O. A dosagem de bilirrubinas revelou BI igual a 10% do total. A conduta adequada que o caso requer é:
Qual o FÁRMACO DE ESCOLHA para a prevenção primária da hemorragia digestiva alta por rotura de varizes esofagianas num paciente com hipertensão portal esquistossomótica?
Compartilhar