Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Reumatologia

Mulher, 24 anos de idade, negra, foi internada com quadro de adinamia, adenomegalia generalizada e febre, há duas semanas. O exame físico evidenciou a presença de pulso paradoxal. Os exames laboratoriais indicavam: Hb = 10,1 g/dl; glóbulos brancos = 3.000 céls/mm³; plaquetas = 180.000 céls/mm³; urina tipo I = hematúria, com cilindros granulosos. Radiografia de tórax = cardiomegalia, com presença de duplo contorno cardíaco. O melhor exame para confirmar o diagnóstico etiológico é:

A
ecocardiografia;
B
sorologia para toxoplasmose;
C
pesquisa de fator antinúcleo;
D
fator reumatoide.
Qual a conduta imediata preconizada para um paciente que chega à emergência queixando-se de palpitação súbita há 25 minutos, encontrando-se taquicárdico (FC = 200 bpm), dispneico (FR > 30 ipm, presença de estertores em bases), sudorese fria, leve letargia e hipotenso (PA = 70/50 mmHg) com ECG mostrando quadro de Fibrilação Atrial?
Dentre os fatores listados abaixo, o mais importante para a eficácia da fototerapia no tratamento da hiperbilirrubinemia indireta em RNs é:
Os aspectos que ajudam a definir uma crise convulsiva febril benigna são:
Paciente com hemorragia intrauterina é submetida à aspiração por mola hidatiforme. Cessado o sangramento, o controle da ausência de atividade trofoblástica far-se á por:
Compartilhar