Questões na prática

Clínica Médica

Reumatologia

Mulher, 24 anos de idade, recebeu o diagnóstico de lúpus eritematoso sistêmico há 1 ano. Apresentava eritema malar em asa de borboleta e poliartrite, sem acometimento de outros órgãos. Os exames laboratoriais mostraram FAN positivo (padrão pontilhado 1:800) e anti-DNA nativo positivo (1:80), sem outros achados. Hoje em tratamento com prednisona 5 mg/dia e hidroxicloroquina 400 mg/dia, encontra-se assintomática e com exames de avaliação da doença normais. É essencial para o seguimento dessa paciente:

A
introduzir método contraceptivo.
B
contraindicar vacinação com vírus vivos.
C
introduzir medidas de fotoproteção.
D
contraindicar o uso de anti-inflamatórios não hormonais.
Uma adolescente é atendida em um pronto-socorro, em estado geral grave. O médico plantonista constata diagnóstico de gravidez ectópica (tubárea) com hemorragia. A paciente evolui pra um quadro clínico de choque. Nesse caso, qual é a melhor conduta?
Paciente feminina, de 28 anos, relata ter percebido aparecimento de “nodulação no pescoço” há 4 meses, de crescimento progressivo e indolor. Ao se proceder ao exame, delimita-se, pela palpação da tireoide, um nódulo firme , de 3 cm de diâmetro aproximadamente, indolor à palpação. Dado esse quadro, qual exame complementar você escolheria levando em consideração seu maior poder de elucidação diagnóstica, sabendo que o TSH da paciente está normal?
Achados na Leucemia Linfoblástica Aguda que contribuem para que essa doença tenha evolução mais conturbada no adulto são, EXCETO:
Paciente de 59 anos, masculino, com aumento do volume abdominal procura pela primeira vez atendimento médico. Apresenta aumento lento e progressivo do volume abdominal há dois meses, associado à fadiga. Ao exame físico, o paciente encontra-se emagrecido, ictérico +/4, com aumento do volume abdominal e sinal de Piparotte positivo. Em relação à ascite que ocorre nesse caso, está INCORRETO afirmar que:
Compartilhar