Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Paciente, 75 anos de idade, que trabalhou em olaria e fumou dos 15 aos 65 anos de idade, queixa-se de dispneia progressiva há 20 anos. No momento, tem dispneia aos pequenos esforços e períodos de agravamento com tosse e secreção amarelada após gripes ou resfriados. Ao exame físico, apresentava-se em bom estado geral, corado, hidratado, afebril, taquipneico, cianótico e emagrecido. Havia estertores finos bilaterais, redução bilateral e simétrica dos limites pulmonares e baqueteamento digital. O diagnóstico mais provável é:

A
Bronquiectasias.
B
Doença pulmonar obstrutiva crônica.
C
Silicose pulmonar.
D
Fibrose pulmonar idiopática.
Considerando-se a temática do desenvolvimento psicomotor nos 2 primeiros anos de vida, assinale a alternativa CORRETA.
Avalie as assertivas como verdadeiras ou falsas. Em seguida, assinale a alternativa CORRETA. I. Alucinação visual é a percepção deformada de um objeto real e presente. II. O indivíduo que sente que seu intestino está secando, o seu fígado despedaçando, o seu cérebro encolhendo está apresentando alucinações cenestésicas. III. Fabulação é a alteração do pensamento em que o indivíduo fica imaginando uma situação desejada. IV. Não se pode dizer que há diferença entre ansiedade e angústia. V. A impossibilidade de um indivíduo entender uma metáfora ou um pensamento abstrato é uma alteração do pensamento que é chamado “pensamento inibido”.
Adolescente, 15 anos, ingere pelo menos 20 comprimidos de diazepam 5 mg há poucas horas. A paciente vinha fazendo uso de antidepressivo serotoninérgico e benzodiazepínico por episódio depressivo maior. Ao exame, apresenta-se letárgica, confusa e atáxica. Qual fármaco deve ser administrado para se reverter a intoxicação?
Mulher, com 44 anos de idade, apresenta quadro de dor epigástrica, com irradiação em faixa para hipocôndrio direito e esquerdo, com vômitos e distensão abdominal, de início súbito sem relação com esforço, ocorrendo há seis horas. Relata dois episódios semelhantes anteriores, de menor intensidade, nos últimos três anos, dos quais se recuperou apenas com restrição de dieta. Relata ainda trombose de retina à esquerda após um desses episódios. Durante o exame físico, foram visualizadas mucosas descoradas, anictérica, pele com turgor e elasticidade reduzidos. Pressão arterial = 40x90 mmHg. Pulso radial = 120 bpm, rítmico e fino. Ausculta respiratória - expansibilidade reduzida em base de hemitórax esquerdo, com submacicez local. Ausculta cardíaca - bulhas taquicárdicas em dois tempos. Abdome distendido, com equimoses nos flancos. Ruídos hidroaéreos diminuídos e dor difusa à palpação. Extremidades: pulsos periféricos palpáveis e simétricos. Exame laboratoriais mostram Ht = 52%, Hb = 14 g/L. Amilase = 104 U/L (Valor normal = 27 a 131U/L). Glicemia na admissão = 230 mg/dL. Creatinina = 1,5 mg/ dL (Valor normal = 0,7 a 1,3 mg/dL). Troponina Sérica = 0,5 ng/mL (Valor normal < 0,1 ng/mL). ECG sem alterações. O laboratório informa que o soro apresenta aspecto francamente leitoso na centrifugação. Ultrassonografia de abdome mostra vias biliares não dilatadas e vesícula biliar de paredes finas, sem cálculos. O retroperitôneo não foi visualizado. Qual o diagnóstico compatível com o quadro descrito?
Compartilhar