Questões na prática

Clínica Médica

Hematologia

Mulher, 52 anos de idade, 1,65 m de altura, 60 kg, procurou o médico por conta de linfadenomegalia cervical, sendo diagnosticado linfoma não Hodgkin difuso de grandes células B. Foi iniciado tratamento quimioterápico, com regressão da massa cervical e sem intercorrências durante os dois primeiros ciclos. Entretanto, 11 dias após o terceiro ciclo de quimioterapia, a paciente procura o médico com queixa de equimoses e petéquias em membros inferiores e superiores, além de cansaço aos esforços. Também apresentou um pico febril não aferido 2 dias antes. Ao exame, estava descorada, sem adenomegalias, com várias equimoses numulares em braços e pernas. Pressão arterial de 105 x 65 mmHg e frequência cardíaca de 80 bpm. O hemograma revelou: hemoglobina de 8 g/dl; hematócrito de 25%; glóbulos brancos = 3.500/ml; neutrófilos = 2.000/ml e plaquetas = 48.000/ml. Em relação ao quadro hematológico, a conduta mais adequada é:

A
Transfundir dois concentrados de hemácias irradiadas e seis concentrados de plaquetas irradiadas.
B
Transfundir dois concentrados de hemácias irradiadas.
C
Administrar eritropoetina e transfundir seis concentrados de plaquetas irradiadas.
D
Aguardar recuperação espontânea da hemoglobina e plaquetas.
Lactente, 2m, apresenta febre há 12 horas (2 picos medidos de 38,3ºC). Mãe nega outras queixas. Aleitamento materno exclusivo. Vacinação atualizada há 18 horas: Hepatite B, Sabin, DPT, Haemophilus influenzae tipo B e Rotavírus. Exame físico: T= 39°C, sem outras alterações. A CONDUTA É:
Um paciente, 78 anos, foi admitido na emergência do PS com quadro confusional agudo, de evolução há 4 dias, após ter desenvolvido infecção do trato urinário. Foi então realizado o diagnóstico sindrômico de Delirium. Com base nesses dados, podemos afirmar que:
Sabe-se que o paciente portador de síndrome genética tem uma incidência maior de Cardiopatia congênita. Com base nesta afirmação correlacione as colunas e indique a alternativa correspondente à resposta certa: I. Síndrome de Down. II. Síndrome de Marfan. III. Síndrome de Turner. IV. Síndrome de Noonan. ( ) Aneurisma de Aorta e Prolaspso de valva mitral; ( ) Coarctação de aorta e Comunicação interatrial; ( ) Comunicação interventricular e Defeito do septo atrioventricular; ( ) Estenose pulmonar e estenose de ramos pulmonares
Menina, de 10 anos, está na 4ª série. Os professores queixam-se que ela é distraída, inquieta e costuma faltar à escola. Ela consegue se concentrar apenas durante a primeira hora e gosta de atividades ao ar livre. Para fazer a lição de casa, leva horas, tem a ajuda da mãe, mas com frequentes conflitos. Durante a consulta médica, a menina é razoavelmente calma e focada. QI = 132. O quadro descrito é sugestivo de:
Compartilhar