Questões na prática

Ortopedia

Mulher, 35 anos, escriturária, apresenta tumoração de 1,6cm na face dorsal da mão direita há 2 anos, que aumenta de volume com os esforços e, por vezes, involui com o repouso. O diagnóstico mais frequente para esta situação é:

A
tumor de células gigantes.
B
cisto epidérmico.
C
cisto mucoso.
D
lipoma.
E
cisto sinovial.
Em relação à Coagulação Intravascular Disseminada (CIVD) em pediatria, assinale a alternativa incorreta.
Srª Ana Maria, 68 anos, internato na unidade Clínica Médica há 6 dias para tratamento de úlcera de perna, queixou de dor abdominal de forte intensidade, contínua, que surgiu há 2 horas, com piora progressiva e sem melhora com analgésicos e anti-inflamatórios. Ao exame físico apresentava-se sudoreica, agitada, sem distensão e sem sinais de irritação peritonial. Leucócitos: 13.500, lactato: 7mmol/L. A conduta diagnóstica é:
Paciente de 45 anos, com história de icterícia há um ano. Refere perda de 9kg nos últimos 8 meses. Ao exame, icterícia (++/4+), abdômen flácido não doloroso à palpação, sem massas palpáveis ou visceromegalias. Bilirrubinas totais: 12mg/dl com predomínio de diretas; fosfatase alcalina, Gama G T e transaminase muito aumentadas. A CPRE revelou colédoco sem cálculos com boa passagem do contraste para o duodeno. Via biliar intrahepática irregular, com áreas de dilatação segmentar. O diagnóstico provável é:
Um paciente de 65 anos apresenta dispneia aos esforços de longa data, lentamente progressiva, com tosse crônica. Negou tabagismo. Ao exame clínico observa-se baqueteamento digital e estertores finos nas bases pulmonares. A tomografia de tórax revelou um padrão de infiltrado reticular difuso, sem adenopatia hilar. A espirometria demonstrou um padrão ventilatório restritivo. Qual das alternativas abaixo a respeito do quadro está correta?
Compartilhar