Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Mulher, 55 anos de idade, G0, assintomática, comparece à consulta em unidade básica de saúde. Informa durante consulta não ter antecedentes pessoais ou familiares de câncer. Ao exame clínico detalhado, não se detecta anormalidades. Neste caso a estratégia mais efetiva para se reduzir a mortalidade pelo câncer de mama é:

A
orientar a realização de mamografia independente de sintomas ou achados ao exame físico.
B
considerando a ausência de fatores de risco, o exame clínico pelo médico é adequado como forma de rastreamento e exames complementares são desnecessários.
C
a prevenção primária baseada em atividade física regular, evitar a ingestão alcoólica e evitar o uso de terapia hormonal, é mais eficiente do que estratégias de rastreamento.
D
o rastreamento neste caso é melhor realizado pela ultrassonografia das mamas, como em todas as mulheres que não tiveram gravidez.
Qual o melhor tratamento para um paciente diabético que foi internado e apresenta quadro clínico de colecistite aguda há 24 horas com muita dor, febre e icterícia discreta e transaminases quatro vezes o normal e leucocitose? Ao ultrassom a vesícula está distendida com lâmina líquida perivesicular com cálculo no infundíbulo e via biliar normal.
A presença de sinais de alarme em pacientes com dengue indica a possibilidade de agravamento do quadro clínico para febre hemorrágica ou síndrome do choque da dengue. Estão entre os sinais de alarme, EXCETO:
Assinale a alternativa que NÃO precisa ser evitada no caso de paciente do sexo masculino com diagnóstico de paralisia periódica hipercalêmica.
É CORRETO afirmar com relação às fraturas expostas:
Compartilhar