Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Mulher, 57 anos, observou aumento de volume da região cervical anterior há 6 meses. No exame físico foi palpado, em região do lobo direito da tireoide, um nódulo de 2x3 cm, de consistência fibroelástica, indolor, não aderido aos planos profundos. Exame laboratorial: TSH = 1,0 mUI/L (normal = 0,4–4,0). Com relação à abordagem dos nódulos tireoideanos, assinale a alternativa INCORRETA.

A
Nódulos de tireoide são comuns, podendo ser detectados à palpação em cerca de 5% da população adulta.
B
A distinção entre lesões foliculares benignas e malignas nem sempre é possível na amostra citológica obtida através de punção com agulha fina.
C
O carcinoma folicular é a neoplasia de tireoide mais prevalente na população.
D
Se o TSH fosse suprimido, estaria indicada a realização de uma cintilografia.
E
O nódulo solitário hiperfuncionante (adenoma tóxico) é em geral consequência de mutação somática ativadora no receptor do TSH.
A síndrome catatônica, inicialmente considerada como manifestação de doença psiquiátrica, tem sido cada vez mais identificada nas enfermarias de clínica médica. São exemplos de sinais que podem ser encontrados nesta síndrome, EXCETO a:
Em relação aos divertículos do aparelho digestório, podemos afirmar:
Paciente vítima de acidente automobilístico, apresentando quadro de pneumotórax aberto. Foi tratado com cobertura da lesão da parede torácica por compressas, mas vem apresentando dispneia intensa e hipotensão. Nesse caso o diagnóstico mais provável é:
Paciente com trauma renal grau IV submetido a tratamento conservador com melhora progressiva e alta após 1 semana de internação. Após 14 dias do trauma voltou a apresentar hematuria com queda progressiva dos níveis de hemoglobina. Qual a conduta a ser tomada?
Compartilhar