Questões na prática

Clínica Médica

Nefrologia

Reumatologia

Mulher, 58 anos, há seis meses apresentou três episódios de sinusite. Há uma semana surgiram lesões eritematosas, algumas delas evoluindo para úlceras, um edema periorbital, febre e tosse. Investigação complementar revela creatinina de 4,2; radiografia de tórax com infiltrado intersticial, radiografia de seios da face com uma pansinusite. A principal hipótese diagnóstica é:

A
púrpura de HENOCH-SCHÖENLEIN.
B
síndrome de GOODPASTURE.
C
AIDS.
D
granulomatose de WEGENER.
E
poliarterite nodosa.
Mulher, 30 anos de idade, vem apresentando amenorreia há 4 meses, após ter sido submetida à curetagem uterina devido a um abortamento incompleto, de 9 semanas. Não tem outras queixas clínicas. Menarca aos 12 anos, com ciclos de 28 d/3 a 4 dias/++. Mamas sem secreções. Tireoide normal à palpação. Beta-HCG: negativo. O diagnóstico provável do quadro descrito é:
Lactente de 3 meses, sexo masculino, cor branca, nascido a termo, peso de nascimento=2600g.Em tratamento para toxoplasmose congênita, em aleitamento materno exclusivo, desenvolvimento neuro-psico-motor: sustenta a cabeça e apresenta sorriso social, em consulta ambulatorial de puericultura, devido a dados de anamnese e palidez cutâneo-mucosa ++/+4, o médico solicitou hemograma com os resultados obtidos citados abaixo: Hemoglobina=9,0, hematócrito=27, VCM=110 FL; núcleos dos neutrófilos plurisegmentados; Normocromia; com anisocitose. Assinale a melhor alternativa para a etiologia da anemia de acordo com o enunciado da questão:
Quando utilizamos um corte coronal, dividimos o corpo em:
São complicações comuns à placenta prévia, exceto:
Compartilhar