Questões na prática

Cirurgia

Cirurgia Geral

Mulher, 63 anos de idade, portadora de câncer uterino, relata perda de 7 kg do peso corporal nos últimos 2 meses. Previamente à internação, a sua dieta consistia de pão de milho, batata e cereais. Durante a internação, a ingestão de alimentos foi mínima e foi mantida com hidratação endovenosa. Ao exame físico: não possuía dentes; peso = 47 kg; altura = 150 cm. Submeteu-se a histerectomia e, cinco dias após, apresentou deiscência de sutura abdominal. Ao exame físico: perda significativa de cabelos, petéquias perifoliculares, principalmente nos membros inferiores, sangramento cutâneo nas áreas próximas às punções venosas e edema generalizado. Peso de 63 kg. Exames laboratoriais: albumina = 2 g/dl. O diagnóstico é:

A
Kwashiorkor e escorbuto.
B
Kwashiorkor e hipovitaminose K.
C
Marasmo e escorbuto.
D
Marasmo e hipovitaminose K.
Menino, 13 anos, obeso tipo adiposo-genital, apresenta dor em joelho D há 3 meses com claudicação associada. Relata piora aos esforços, principalmente ao caminhar e correr. A dor passou recentemente a acometer o quadril D, surgindo rotação externa e encurtamento do MID. Qual a principal hipótese diagnóstica?
São complicações da infecção pelo vírus influenza, exceto:
Homem de 62 anos, grande fumante, normotenso e com índice de massa corporal de 32 apresenta os seguintes resutados de exames: Ureia: 80mg%; Creatinina: 3,2mg%; Hematócrito: 28%; Colesterol total: 320mg%; HDL:28; LDL:170; EAS sem proteína, glicose, hemácias ou leucócitos. Sua principal hipótese para a disfunção renal detectada seria:
Paciente de 65 anos, com queimaduras que atingiram 8% da superfície corporal, classificadas como de terceiro grau que ocorreram em ambiente fechado. Evoluiu para óbito cinco dias após por infecção originária provavelmente de:
Compartilhar