Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Mulher, 73 anos de idade, com hipercolesterolemia, apresentou síncope de duração de 5 minutos em domicílio. Filha nega o uso de medicações, exceto sinvastatina e colírio para glaucoma. Esteve no cardiologista há 3 meses, que não recomendou novas medidas. Foi trazida ao PA onde se apresenta confusa, com pulso radial de 36 bpm, com pausas à inspiração. TA: 120 x 60 mmHg, FR: 20 ipm. Mucosas coradas, sem sinais neurológicos de localização ou de irritação meníngea. Pulmões limpos. Ausculta cardíaca mostra bulhas arrítmicas à custa de pausas, que duram até 30 segundos, além de sopro sistólico suave em foco aórtico. A melhor conduta imediata é:

A
fazer atropina EV
B
fazer manitol EV
C
instalar marca-passo transitório
D
instalar noradrenalina EV
E
fazer adrenalina EV
Classicamente, a radioterapia é administrada em doses fracionadas de 1,80 a 2,00 Gy/dia, durante 5 semanas. A razão para isso é que, no intervalo entre as frações,
Quanto à episiotomia e/ou perineotomia:
É um indicador de qualidade de assistência pré-natal:
Qual tamanho mínimo de PPD você considera para iniciar quimioprofilaxia para tuberculose nos comunicantes assintomáticos de doente bacilífero, abaixo relacionados respectivamente: 1) 4 anos de idade, vacinado com BCG intradérmica no primeiro mês de vida; 2) 26 anos, portador do vírus HIV; 3) 2 anos de idade, vacinado com BCG intradérmica ao nascer.
Compartilhar