Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Mulher com diabetes tipo II com controle glicêmico irregular apresenta febre há um dia associada à vermelhidão na perna. A acompanhante refere que nas últimas horas a paciente encontra-se confusa e prostrada. Exame físico: lesão eritêmato-edematosa comprometendo a perna e região distal da coxa, com calor e dor local, limites imprecisos e área arroxeada e fria ao tato na extremidade proximal da lesão. A hipótese diagnóstica e a conduta são:

A
Fasciíte, beta-lactâmicos.
B
Celulite, expectro para gram-negativos.
C
Erisipela, cobertura para Staphylococcus aureus.
D
Fasciíte necrosante, cobertura gram positivo, gram negativo e anaeróbios.
E
Celulite, cobertura para gram negativos.
Paciente do sexo feminino, 15 anos, vem apresentando astenia, emagrecimento e quadro de úlceras recorrentes em cavidade oral, uveíte e úlceras genitais. O diagnóstico é:
Mulher de 22 anos de idade procura ginecologista apresentando turvação visual, concomitante oligomenorreia e galactorreia. Dosagem de prolactina de 105ng/ml. Exame de mama com presença de leite à expressão, ausência de nódulos. Exame ginecológico normal. Dos exames abaixo, qual seria importante para o diagnóstico?
Em relação às fraturas de terço proximal de fêmur pode-se afirmar, exceto:
Na síndrome do nervo glúteo superior ocorre comprometimento:
Compartilhar