Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Mulher de 22 anos de idade, vem à consulta por apresentar nódulo na mama, ao examiná-la percebe nódulo de 2 cm na mama direita, a mesma relata história de câncer de mama familiar, sua mãe teve aos 56 anos, sua conduta será:

A
mamografia para afastar câncer de mama.
B
ressonância nuclear magnética da mama, pois mamografia nesta idade não esclarece diagnóstico.
C
ultrassonografia de mama para diferenciar tumor sólido de cístico.
D
indica exérese do nódulo, pois o tumor é palpável e superficial.
E
pesquisa do BRCA para afastar câncer de origem familiar.
Homem de 47 anos, portador de cirrose alcoólica, dá entrada em setor de emergência com quadro de oligúria, aumento do volume abdominal e edema ascendente de MMII até a raiz da coxa e região sacral. Seu exame físico revela icterícia de escleróticas +/4, ascite tensa e edema de MMII 4+/4. Exames laboratoriais mostram leucograma normal, plaquetas = 59.000/ mm³, ureia = 90 mg%, creatinina = 1,8 mg%, bilirrubina = 3,0 mg%, INR = 2,2 e albumina = 2,5 g%. É realizada paracentese, e análise do líquido ascítico mostra celularidade = 650 células com 80% PMN e proteína total = 0,9 g% (albumina = 0,5 g%). EAS mostra cilindros hialinos, pH = 6,0, ausência de proteínas e hemácias e sódio de 9 mEq/I. Frente ao quadro clínico acima, a medida terapêutica que não está indicada, é:
<P>Você examina uma mulher de 20 anos com perda ponderal significativa e observa a presença de candidíase oral. Exames imunológicos revelam anti-HIV+, HBsAg+, anti-HAV+, anti-HCV-, IgM anti-CMV-, IgG anti CMV+, IgM antitoxoplasma-, IgG antitoxoplasma +. Contagem de CD4 = 88 cels/mm³ e carga viral = 160000 cópias. Neste caso, deve-se prescrever profilaxia primária para Pneumocystis jiroveci e alguns outros patógenos, exceto:
Menina de oito anos apresenta “rash” em face após exposição ao sol, artrite em joelhos e fraqueza muscular proximal há uma semana. Há três dias, passou a apresentar mancha violácea em torno dos olhos. O diagnóstico mais provável desta menina é:
O escore de Apgar é um bom método para avaliação do recém-nascido na sala de parto e pode ser um bom auxiliar na identificação das crianças que necessitam de medidas de ressuscitação. Das opções abaixo, aquela que está relacionada com os cuidados de rotina no atendimento de bebês na sala de parto é:
Compartilhar