Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Ginecologia

Mulher de 25 anos, com abortamento de repetição, é portadora de malformação Mulleriana do tipo útero bicorno. Quanto à origem etiopatogênica, o defeito é:

A
Endócrino.
B
Imunológico.
C
Anatômico.
D
Infeccioso.
E
Genético.
A avaliação do desenvolvimento de uma menina de 6 meses deve apresentar os seguintes marcos do desenvolvimento, EXCETO:
A coarctação de aorta ocorre em cerca de 5% a 8% do total de pacientes com malformações cardíacas congênitas e o diagnóstico precoce é muito importante. A suspeita diagnóstica pode ser feita durante o exame físico de rotina através da:
O sinal mais precoce de choque hemorrágico,dentre os citados é:
Mulher, 40 anos, em uso contínuo de 7,5 mg de prednisona/dia, associada ao methotrexate, para tratamento de artrite reumatoide, queixa-se de tosse, dor epigástrica iniciada há cerca de 30 dias, com alguns episódios de diarreia. Apresenta há dois dias febre alta (> 38,5°C). Na admissão no Serviço de Emergência, exibe PA sistêmica = 90 mmHg, temperatura axilar de 38,8°C, taquicardia, diarreia, dor abdominal difusa à palpação, sem irritação peritonial. O seu hemograma mostra: Hg: 11,5 gr; leucócitos: 22.550; B: 0; E: 13; B: 15; S: 50; L: 12; M: 10; plaq.: 112. A principal hipótese diagnóstica é:
Compartilhar