Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Mulher de 26 anos apresenta febre (38 ºC) e dor intensa no baixo-ventre. A ultrassonografia revelou presença de massa em anexo esquerdo, sugestiva de abscesso tubo-ovariano de 6,3 cm. A conduta é:

A
culdotomia.
B
laparoscopia.
C
laparotomia.
D
antibioticoterapia.
E
paracentese.
Peri, 35 anos, é atendido pelo GSE em via pública, após acidente automobilístico. Está alcoolizado, apresenta trauma torácico, com desconforto respiratório e hipotensão (PA 90/60 mmHg), que responde a infusão de cristaloides; FC 100 bpm, FR 28 irpm. Submetido a cateterismo vesical que dá saída a 50 ml de urina sanguinolenta, à ultrassonografia abdominal que revela moderada quantidade de líquido livre na cavidade peritoneal; à radiografia de tórax com hipotransparência difusa em hemitórax esquerdo. Ao ser transportado para o Serviço de Radiodiagnóstico, Peri apresenta novo quadro de hipotensão. O lavado peritoneal é positivo para sangue. Submetido à laparotomia exploradora, observa-se presença de laceração esplênica linear em polo inferior do baço, medindo cerca de 4 cm de extensão e aproximadamente 4 cm de profundidade. A conduta é:
O médico que trabalha em Atenção Primária tem um papel vital na prevenção dos estágios terminais da insuficiência renal crônica quando:
Homem de 69 anos, submetido à gastrectomia parcial com reconstrução gastrojejunal transmesocólica devido à neoplasia gástrica avançada. Nos 1º e 2º dias de pós-operatório deve-se administrar:
Pacientes de 54 anos fez mamografia há 15 dias, que mostrou nódulo neoformado de 5 mm isodenso, fez ultrassom que mostrou tratar-se de nódulo cístico homogêneo de bordos regulares, história familiar de mãe com câncer de mama aos 84 anos. Qual a melhor conduta?
Compartilhar