Questões na prática

Clínica Médica

Infectologia

Reumatologia

Mulher de 28 anos, com artrite reumatoide, apresenta-­se com piora da artrite. Ela toma Naproxen 500 mg 02 vezes ao dia e prednisona 05 mg/dia. Ao exame, sinovites em várias pequenas articulações das mãos e pés. Tem relato de Hepatite C. Qual dos seguintes é o passo mais apropriado na terapêutica desta paciente?

A
Adicionar metotrexato 10 mg VO 01 vez por semana.
B
Trocar prednisona por dexametasona 75 mg/dia.
C
Adicionar hidroxicloroquina 400 mg VO/dia.
D
Trocar Naproxen por Celecoxib 200 mg 02 vezes ao dia.
E
Adicionar Leflunomida 100 mg/dia por 03 dias, depois 20 mg VO ao dia.
Você é chamado para atender um RN masculino, de termo, pequeno para idade gestacional, filho de mãe primigesta, tabagista, com pré natal sem intercorrências, APGAR 7/8, e que, com 4 horas de vida, em alojamento conjunto evolui com quadro de letargia, choro fraco e, 20 min após, uma crise convulsiva. O diagnóstico mais provável é:
Os efeitos adversos possíveis da rifampicina, isoniazida e pirazinamida, respectivamente, são:
Recém-nascido a termo, cuja a mãe apresentou descolamento prematuro de placenta, necessitou de ventilação com pressão positiva e massagem cardíaca na sala de parto. O peso estimado era de 3000g. Após 30 segundos de ventilação e massagem cardíaca, o neonato apresentava-se com freqüência cardíaca de 120 batimentos por minuto, ainda sem respiração espontânea, pálido e com pulsos finos. Qual a conduta mais adequada?
Você está na sala de parto diante de uma criança nascida a termo, de parto vaginal sem intercorrências. Após os procedimentos inicias de rotina, o boletim de Apgar no primeiro minuto de vida é de 9. Nesse momento, assinale a alternativa que melhor represente as condições cardiovasculares desse recém-nascido:
Compartilhar