Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Mulher de 28 anos de idade, que apresentava IMC (índice de massa corporal) de 42 kg/m², foi submetida a cirurgia de Capella. Um ano após, engravida e procura assistência pré-natal com gestação de 13 semanas. Acerca desse quadro clínico, assinale a alternativa INCORRETA.

A
Fazer teste de tolerância a glicose oral ao redor de 24 semanas.
B
Pode apresentar deficiência de ferro, de folato e de cálcio.
C
O antecedente cirúrgico da paciente não deve ser indicação de cesariana.
D
Essa paciente não vai apresentar resultado perinatal pior quando comparada com gestante sem esse antecedente cirúrgico.
E
As anemias causadas pelas deficiências de ferro e da vitamina B12 podem chegar a níveis transfusionais.
Várias campanhas de prevenção à cegueira têm sido implementadas no Brasil. A retinopatia da prematuridade está entre uma das causas importantes de cegueira em nosso país. Nesta abordagem de prevenção, o teste do reflexo vermelho também tem sido empregado pelas pediatras. Responda esta questão baseado nos métodos de prevenção das doenças oculares do recém-nascido. Considere as seguintes afirmativas: I – O primeiro exame ocular deve ser feito em recém-nascido prematuro nos primeiros dias de vida.II – A incidência de retinopatia da prematuridade é maior quanto maior for a idade gestacional do recém-nascido.III – O reflexo vermelho alterado indica alteração de córnea ou retina. Quais estão corretas?
Sobre lombalgia mecânica é CORRETO afirmar:
O Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders-4th edition-text revised (DSM IV-TR) traz os critérios diagnósticos para as doenças psiquiátricas. Em relação ao tempo mínimo de sintomas para o diagnóstico das morbidades, assinale a alternativa incorreta:
Uma paciente de 24 anos, portadora de fibrose cística, é admitida no CTI com novo episódio de insuficiência respiratória aguda, provocado por pneumonia bacteriana comunitária. Ao exame clínico, a paciente encontra-se dispneica, hipotensa, taquicárdica e febril. O conjunto de dados clínicos e laboratoriais permite a definição da existência de sepse grave, razão porque após intubar a paciente e colocá-la sob assistência ventilatória, o plantonista do CTI considera a realização dos seguintes procedimentos: I) Colheita de hemoculturas; II) Colheita de secreção traqueal pra bacterioscopia e cultura; III) Início de antibioticoterapia de amplo espectro intravenosa; IV) Aquisição de acesso venoso profundo e resgate hemodinâmico guiado por metas; V) Administração de corticoide sistêmico em baixas doses; VI) Controle glicêmico rigoroso; VII) Profilaxia de lesão aguda gastroduodenal; VIII) Profilaxia de tromboembolismo pulmonar. Em razão das diretrizes internacionais regulamentadas pela Surviving Sepsis Campaign, o plantonista estabeleceu como suas 3 prioridades iniciais os seguintes procedimentos:
Compartilhar