Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Mulher de 38 anos queixa-se de desânimo e fraqueza. Exames séricos hormonais: tiroxina livre (T4 livre): 0,4 ng/dl (valores normais: 0,8 a 1,9 ng/dl) e hormônio tireoestimulante (TSH): 0,5 mUI/ml (valores normais: 0,4 a 4,0 mUI/ml). O diagnóstico mais provável e a conduta inicial são, respectivamente:

A
hipotireoidismo central; solicitar ressonância magnética de hipófise.
B
hipotireoidismo primário por tireoidite de Hashimoto; introdução de levotiroxina.
C
hipotireoidismo terciário; introdução de tri-iodotironina.
D
hipertireoidismo por tireoidite subaguda; introdução de glicocorticoide.
E
hipotireoidismo primário por tireoidite de Riedel; solicitar ultrassonografia de tireoide.
Menino, 11 anos, portador de deficiência idiopática de hormônio de crescimento (GH), repondo este hormônio há 8 meses. Refere dor em joelho esquerdo e leve claudicação, sem febre. Exame físico: ausência de sinais flogísticos articulares, com dor à abdução do quadril esquerdo. A hipótese diagnóstica é:
Paciente com 30 anos, masculino, hígido, subitamente apresenta quadro de dor abdominal em cólica, acompanhado de distensão abdominal e vômitos fecaloides. Nega qualquer intervenção cirúrgica abdominal prévia. O provável diagnóstico e o exame padrão-ouro a ser solicitado para comprovação são:
Nos casos de convulsão febril, marque V, para verdadeiro, ou F, para falso, para quando está indicada a punção lombar. ( ) Idade < 12 meses. ( ) Sinais e sintomas meníngeos. ( ) Estado clínico geral acometido, coma e letargia. ( ) Ausência de etiologia definida para febre. A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:
Paciente masculino jovem, com agitação psicomotora, agressividade e alucinações auditivas e visuais. Queixa-se também de fraqueza muscular difusa. Ao exame: temperatura de 38°C; FC = 120 bpm; PA = 150 x 100 mmHg. A urina tem coloração de chá escuro, o EAS revela proteinúria sem hematúria. A pesquisa de cocaína na urina é positiva. O diagnóstico mais provável para o quadro clínico é:
Compartilhar