Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Nefrologia

Mulher de 52 anos apresenta ganho de peso (8 kg em 2 meses), sonolência, constipação intestinal e dores articulares difusas. Deu entrada no pronto-socorro com quadro de síncope e hemodinamicamente estável. Exames laboratoriais: TSH 8 µIU/ml (0,34-4,25 µIU/ml), T4-livre 0,5 ng/dl (0,8-1,7 ng/dl), sódio 114 mEq/L, potássio 3,6 mEq/L, ureia 40 mg/dl, creatinina 1,0 mg/dl e glicemia 100 mg/dl. Sobre a hiponatremia, assinale o diagnóstico e o tratamento corretos.

A
Hiponatremia com osmolaridade normal secundária ao hipotireoidismo; diuréticos de alça.
B
Hiponatremia hipo-osmolar secundária ao hipotireoidismo; diuréticos de alça e restrição hídrica.
C
Hiponatremia hiperosmolar secundária ao aumento de triglicérides; restrição calórica e diuréticos de alça.
D
Hiponatremia hipo-osmolar secundária ao hipotireoidismo; solução salina hipertônica e restrição hídrica.
E
Hiponatremia com osmolaridade normal secundária ao hipotireoidismo; solução salina 0,9% e levotiroxina.
Na propedêutica pelo perfil biofísico fetal são marcadores agudos, EXCETO:
Sobre leishmaniose visceral é correto afirmar:
No líquen escleroso vulvar é errado afirmar:
Em relação à hemodinâmica dos estados de choque, considerar as assertivas abaixo: I - No choque cardiogênico, a pressão capilar pulmonar está elevada, o índice cardíaco está diminuído e o índice de resistência vascular sistêmica está elevado. II - No choque hipovolêmico, a pressão capilar pulmonar está diminuída, o índice cardíaco está diminuído e o índice de resistência vascular sistêmica está elevado. III - No choque distributivo, a resistência vascular sistêmica está diminuída e o débito cardíaco está aumentado. É (são) correta(s) a(s) assertiva(s):
Compartilhar