Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Mulher de 52 anos de idade, obesa, multípara, tem diagnóstico prévio de cálculo biliar. Dá entrada em pronto-socorro com dor abdominal em região epigástrica, náuseas e vômitos. A dosagem de amilase sérica está elevada em quatro vezes o valor normal. No momento da admissão, apresenta os seguintes critérios de Ranson, que apontam para um pior prognóstico, exceto.

A
Idade > 70 anos.
B
Leucócitos > 18.000/mm³.
C
Glicose > 220 mg/100ml.
D
Desidrogenase láctica sérica > 300 UI/L.
E
AST> 250 U/100ml.
Lactente, com seis meses de idade, levado ao pronto-socorro pela mãe, com história de choro, palidez e hipoatividade. Ao exame, apresentava frequência cardíaca 240 bpm, pulsos filiformes e enchimento capilar > 3 segundos. Solicitado ECG com ausência de onda P e complexo QRS < 0,08 SEG. Qual hipótese diagnóstica e tratamento?
Lactente, com 11 meses de idade, negro, masculino, foi trazido ao pronto-socorro com febre e tosse há 3 dias, sendo diagnosticada broncopneumonia. O hemograma mostrou: Hb: 5,4/dl, Ht:14%, com hipocromia e microcitose, leucócitos de 19,000/mm³, com desvio à esquerda, plaquetas de 1,000,000/mm³, antecedentes pessoais: nasceu de termo com 2,320 gramas, recebeu leite materno até 3 meses, nunca apresentou outras intercorrências. A principal hipótese diagnóstica, além da broncopneumonia, é:
Quanto à ventilação com pressão controlada (PCV) e a ventilação com suporte de pressão (PSV):
Um homem de 25 anos de idade procurou a unidade de emergência devido à importante redução da diurese. No exame físico, constatou-se pressão arterial de 110 mmHg x 70 mmHg e durante a inspiração profunda verificou-se que a pressão arterial sistólica era igual a 95 mmHg, frequência cardíaca de 98 bpm, turgência jugular a 45° (com aumento da pressão venosa central - PVC - durante a inspiração), ritmo cardíaco regular, com bulhas hipofonéticas e ruído sistólico semelhante a “ranger de couro novo” em borda external esquerda baixa, sem sopros, pulmões limpos, edemas de membros inferiores (+1/+4), com diurese de 24 horas igual a 80 ml. Resultados de exames laboratoriais: creatinina plasmática = 4,8 mg/dl, ureia plasmática = 110 mg/dl, sódio urinário = 80 mEq/L, osmolalidade urinária = 298 mOsm/kg, Fração Excretada de Sódio (FENa) = 2,3%, potássio plasmático = 5,1 mEq/L. Foi solicitada a realização de Eletrocardiograma (ECG) convencional. Considerando as informações apresentadas, julgue o item. Os achados são compatíveis com o diagnóstico de insuficiência renal aguda oligúrica do tipo pré-renal.
Compartilhar