Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Mulher de 52 anos de idade, obesa, multípara, tem diagnóstico prévio de cálculo biliar. Dá entrada em pronto-socorro com dor abdominal em região epigástrica, náuseas e vômitos. A dosagem de amilase sérica está elevada em quatro vezes o valor normal. No momento da admissão, apresenta os seguintes critérios de Ranson, que apontam para um pior prognóstico, exceto.

A
Idade > 70 anos.
B
Leucócitos > 18.000/mm³.
C
Glicose > 220 mg/100ml.
D
Desidrogenase láctica sérica > 300 UI/L.
E
AST> 250 U/100ml.
Paciente com 34 anos de idade, diabético há 16 anos, tratado com hipoglicemiantes orais e que há três meses está apresentando calosidade plantar no pé esquerdo. Há uma semana notou saída de secreção purulenta nesta região, com odor fétido e sangramento esporádico. Ao exame físico observaram-se pulsos arteriais podálicos presentes e normais em ambos os membros inferiores e mal perfurante plantar em região da articulação metatarso-falangiana do hálux esquerdo, com saída de secreção purulenta. A provável etiologia desta lesão é:
Criança de 01 ano de idade chega ao Posto de Saúde para receber a vacina tríplice viral (S&C). Conforme calendário de vacinação recomendado pelo Ministério da Saúde (Brasil), espera-se que tenha recebido anteriormente as seguintes vacinas:
Homem de 48 anos procura atendimento com relato de desconforto em hipocôndrio direito, escurecimento da urina e progressiva coloração da pele e dos olhos. Vem notando também insônia, sonolência diurna e tremores. Ao exame nota-se icterícia e fígado palpável a 4 cm do rebordo costal direito. Admite-se ser um bebedor crônico de alcoólicos e que na ultima semana vem fazendo uso de volumes muito superiores aos costumeiros. Refere diagnóstico anterior de colelitíase e uso atual de “remédio de ervas chinesas”. A avaliação laboratorial revelou bilirrubina total de 8,7mg% com bilirrubina direta de 6,8mg%, TGO de 320U/L e TGP de 140U/L, gama GT de 391U/L e RNI de 1,4. Com estes exames iniciais, que diagnóstico pode ser descartado com maior grau de certeza?
Pré-escolar apresenta febre baixa e tosse com expectoração há mais de duas semanas, RX de tórax com infiltrado alveolar em lado superior direito persistente mesmo após antibioticoterapia adequada. Pai terminou o tratamento para tuberculose pulmonar há seis meses. Segundo as diretrizes brasileiras para tuberculose, o diagnóstico de tuberculose dessa criança é:
Compartilhar