Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Mulher de 55 anos procura atendimento de urgência devido a desconforto precordial súbito iniciado há cerca de três horas. O eletrocardiograma mostra supradesnivelamento do segmento ST na parede anterior, com ondas T invertidas e profundas. Há discreto aumento de troponina. A arteriografia das coronárias realizada de urgência não revelou lesões obstrutivas na macrocirculação epicárdica. O ecocardiograma revelou disfunção predominantemente apical do ventrículo esquerdo. Não havia história de cardiopatia prévia. Sabia ser diabética há cinco anos e estava em uso de sitagliptina (inibidor da dipeptidil peptiase-4) e dieta. Familiares relataram que a paciente havia tido sério desentendimento com uma filha na manhã daquele dia. Tratada sintomaticamente, seu quadro clínico e laboratorial retornou ao normal em poucos dias. Este quadro é indicativo de:

A
intoxicação pela sitagliptina.
B
cardiomiopatia de Tako-Tsubo.
C
miocardiopericardite aguda por Coxsackie B.
D
doença obstrutiva da microcirculação coronária secundária ao diabetes.
Em relação aos aneurismas arteriais, é INCORRETO afirmar que:
A opção que indica a associação da síndrome congênita com sua cardiopatia mais comum é:
Uma mulher de 65 anos, hipertensa de longa data, vai ao médico queixando-se de que, ao se movimentar rapidamente na cama, apresenta, muito frequentemente, tonturas com duração de alguns segundos, que já lhe ocasionaram uma queda. Depois de realizada a manobra de Dix-Hallpike, surge em 10 segundos nistagmo horizontal e rotatório, de curta duração, direcionado para a esquerda, fatigável em manobras posteriores. O provável diagnóstico e a conduta indicada para essa paciente são, respectivamente:
Paciente portador de doença pulmonar obstrutiva crônica secundária ao tabagismo será submetido à colecistectomia devido a quadro de colecistite aguda. Em relação ao manejo peroperatório deste paciente, assinale a afirmativa CORRETA:
Compartilhar