Questões na prática

Clínica Médica

Cardiologia

Mulher de 55 anos procura atendimento de urgência devido a desconforto precordial súbito iniciado há cerca de três horas. O eletrocardiograma mostra supradesnivelamento do segmento ST na parede anterior, com ondas T invertidas e profundas. Há discreto aumento de troponina. A arteriografia das coronárias realizada de urgência não revelou lesões obstrutivas na macrocirculação epicárdica. O ecocardiograma revelou disfunção predominantemente apical do ventrículo esquerdo. Não havia história de cardiopatia prévia. Sabia ser diabética há cinco anos e estava em uso de sitagliptina (inibidor da dipeptidil peptiase-4) e dieta. Familiares relataram que a paciente havia tido sério desentendimento com uma filha na manhã daquele dia. Tratada sintomaticamente, seu quadro clínico e laboratorial retornou ao normal em poucos dias. Este quadro é indicativo de:

A
intoxicação pela sitagliptina.
B
cardiomiopatia de Tako-Tsubo.
C
miocardiopericardite aguda por Coxsackie B.
D
doença obstrutiva da microcirculação coronária secundária ao diabetes.
Indique o par craniano responsável pela inervação da elevação da pálpebra:
Menino de 6 anos chega à emergência com quadro de claudicação importante, dor à mobilização da perna direita que surgiu após uma partida de futebol na escola. No momento não há outros sintomas constitucionais. No entanto, há 1 semana atrás, esteve gripado com febre, tosse e rinorreia clara. Você resolve colher um hemograma, VHS e um US de quadril. Todos apresentam resultados normais. De acordo com a história e os dados laboratoriais, trata-se de:
No tratamento de fraturas transtrocanterianas do fêmur, cominutas e decorrentes de traumas de grande energia, além das radiografias nas incidências frente e perfil, deverá(ão) ser realizada(s):
Assinale a alternativa mais adequada em relação ao Aneurisma de Aorta Abdominal (AAA):
Compartilhar