Questões na prática

Clínica Médica

Endocrinologia

Cardiologia

Hematologia

Mulher de 60 anos de idade está desanimada, apática e anorética. Refere inchação nas pernas e anemia. Há 15 dias vem tomando medicação para depressão sem melhoras. Fez uso de sulfato ferroso para anemia e também sem resultado. Faz uso de laxativo devido à constipação intestinal. Ao exame físico: pele fria, amarelada e ressecada, rarefação da metade distal das sobrancelhas, descorada ++/4+. Tireoide indolor e com aumento de volume. FC de 60 bpm, PA 150 X 100 mmHg e edema duro pré-tibial. Reflexos profundos diminuídos. Os exames laboratoriais mostram anemia normocítica e normocrômica, colesterol de 300 mg%. T4 livre de 0,4 ng/dl (0,7 - 1,8); TSH de 23,6 mcUI/ml (0,3 - 5) e anti-TPO de 800 UI/I. Em relação a hipótese diagnóstica mais provável, qual a informação está INCORRETA:

A
É doença de caráter auto-imune.
B
Pode estar associada a vitiligo e diabetes melito tipo 1.
C
Drogas associadas: amiodarona e lítio.
D
O depósito de glicosaminoglicanos explica o edema.
E
O derrame pericárdico é encontrado raramente.
Considerar as seguintes infecções: I - Tricomoníase II - Vaginose bacteriana III - Candidíase Para qual(is) delas é mandatório o tratamento do parceiro assintomático?
Quanto à recuperação de criança desnutrida, assinalar a alternativa INCORRETA.
Com relação às parasitoses intestinais, assinalar a alternativa CORRETA.
Em uma consulta de rotina, com o paciente sentado e com um minuto de intervalo entre cada medida, são obtidas as seguintes medidas de pressão arterial: Primeira medida - 170/100 mmHg; Segunda medida - 160/100 mmHg; Terceira medida - 165/95 mmHg. Nesta situação, o médico deve:
Compartilhar