Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Mulher de 64 anos, etilista pesada, apresenta-se com icterícia (+++/4+), prurido, e vesícula biliar palpável no HD. Qual dos seguintes itens NÃO deve ser considerado em seu diagnóstico diferencial?

A
Cirrose biliar primária
B
Cálculo encravado na papila de Vater
C
Carcinoma de vesícula
D
Carcinoma da cabeça do pâncreas
Mãe leva seu filho de 4 anos de idade ao atendimento médico por queixa de “testículo direito inchado”, progressivo há 3 meses. Relata que este “inchaço” é observado principalmente ao final do dia. Quando a criança acorda, os testículos aparentam ter praticamente o mesmo tamanho, pois praticamente não se observa tal "inchaço" . Não há queixa de dor, vômitos ou de aumento de volume em região inguinal aos esforços. Também nega história de trauma recente na região. Ao exame, observa-se que ambos os testículos são tópicos, com superfície lisa, tamanho e consistência normais, sendo que o esquerdo é retrátil. À palpação do testículo direito, detecta-se hidrocele moderada, confirmada por transiluminação. Não há sinais inflamatórios e, mesmo à manobra de Valsalva, não se observa abaulamentos inguinais. A melhor conduta para essa criança é:
Uma das lesões mais comuns observadas na linha média do pescoço de crianças em idade pré-escolar é:
São exemplos de cardiopatias congênitas acianogênicas de hiperfluxo pulmonar:
Lactente de 5 meses, sexo masculino, previamente hígido, há mais ou menos 6 horas evoluindo com vômitos esverdeados, distensão abdominal com abdome pouco doloroso, massa palpável em abdome e ao toque retal com saída de secreção tipo “geleia de morango”. O provável diagnóstico é:
Compartilhar