Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Mulher de 64 anos, etilista pesada, apresenta-se com icterícia (+++/4+), prurido, e vesícula biliar palpável no HD. Qual dos seguintes itens NÃO deve ser considerado em seu diagnóstico diferencial?

A
Cirrose biliar primária
B
Cálculo encravado na papila de Vater
C
Carcinoma de vesícula
D
Carcinoma da cabeça do pâncreas
Em relação às hérnias inguinais, é correto afirmar:
Recém-nascido de 36 semanas de gestação, sexo masculino, parto cesariana, nasce em apneia, sendo recuperado com um ciclo de ventilação com pressão positiva, com balão e máscara. Em seguida, como permanece dependente de oxigênio, com gemido expiratório, batimento de asas de nariz e taquipneia, é levado para a unidade de terapia intensiva. Colocado em berço de calor radiante e campânula a 60% de FiO2, permanece com boa saturação (90 a 94%), com taquipneia e frequência respiratória que varia de 80 a 92 movimentos por minuto. Ao exame radiológico, observa-se espessamento da cisura entre lobo médio e inferior, aumento da trama vascular, hiperinsuflação pulmonar e inversão da cúpula diafragmática. O diagnóstico mais provável é:
Paciente de 43 anos com quadro de fadiga, cefaleia, anorexia e dor em quadrante superior esquerdo do abdômen. Ao exame nota-se massa palpável no rebordo costal esquerdo compatível com esplenomegalia. Qual das alternativas abaixo é menos provável de explicar o quadro clínico
Homem, 45 anos, tabagista 1 maço/dia desde 18 anos, dislipidêmico em uso irregular de sinvastatina, foi admitido, após desentendimento familiar, com quadro de desconforto torácico médio-esternal sem irradiação, acompanhado de leve sudorese fria. Como a dor persistiu nos próximos 10 minutos, foi levado ao pronto atendimento. Seu exame físico era normal, bem como seu ECG, realizado 15 minutos após o início da dor. Encaminhado para sala de dor torácica, foram tomadas medidas iniciais, como Morfina, Nitrato, AAS, Clopidogrel e Oxigênio, com melhora significativa da dor. Que diagnóstico seria o mais adequado, caso um novo ECG e dosagens de marcadores cardíacos fossem normais?
Compartilhar