Questões na prática

Clínica Médica

Cirurgia

Infectologia

Dermatologia

Cirurgia Geral

Dermatologia

Mulher jovem é admitida na UTI 96 horas após herniorrafia inguinal. Apresenta desconforto respiratório e hipotensão arterial, precedidos por rash difuso maculopapular e eritroderma palmoplantar. Nega morbidades ou uso prévio de medicações. Qual o diagnóstico mais provável?

A
Escarlartina.
B
Fasciíte necrotizante.
C
Necrólise epidérmica.
D
Síndrome do choque tóxico.
E
Celulite.
Cibele, 40 anos, portadora de insuficiência mitral secundária a prolapso, procurou serviço médico com queixa de febre e odinofagia há 3 dias. O exame físico demonstrou estalido mesosistólico em área mitral e discreta hiperemia de orofaringe. A melhor conduta é:
Qual das condições abaixo NÃO predispõe ao carcinoma hepatocelular?
Melhor indicador laboratorial de má perfusão tecidual e de prognóstico no doente traumatizado com choque hemorrágico classe III/IV:
Paciente feminina, 46 anos, queixa-se de dor anal de fraca intensidade, iniciada repentinamente há três semanas depois de uma evacuação de fezes endurecidas, acompanhada de sangramento vivo. A inspeção do ânus da paciente é identificada fissura anal profunda, com bordos elevados, estendendo-se da borda anal até o canal anal superior, em quadrante lateral direito. Qual das alternativas abaixo não faz parte dos diagnósticos diferenciais deste caso:
Compartilhar