Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Obstetrícia

Na assistência a paciente com 33 semanas de idade gestacional e síndrome HELLP, deve-se:

A
Realizar avaliação clínica e laboratorial, ultrassonografia para avaliação hepática, administrar corticosteroides e interromper a gestação
B
Administrar betametasona até que se completem 37 semanas, solicitar amniocentese para comprovação da maturidade pulmonar fetal e realizar cesariana sob anestesia geral.
C
Realizar avaliação clinica e laboratorial, ultrassonografia para avaliação hepática com drenagem imediata de eventual hematoma
D
Realizar transfusão de plaquetas e crioprecipitado, heparinização e cesariana
E
Administrar heparina e dexametasona e realizar cesariana imediatamente pelo risco de hematoma hepático nos quadros graves
Com respeito à Afasia, assinale a CORRETA.
A epilepsia parcial benigna é um tipo comum de epilepsia parcial na infância, com excelente prognóstico, com pico de incidência entre os 9 e 10 anos de idade, ocorrendo durante o sono em 75% dos pacientes que apresentam crises parciais com sinas motores e somatossensoriais confinados à face. O padrão do EEG apresenta focos de ponta repetidas na área centrotemporal ou rolândica com a atividade da base normal. A droga preferida para o controle dessas crises é:
Renato, 5 anos, apresenta tumoração na linha cervical média com evolução de 6 meses, móvel à deglutição, indolor, sem sinais inflamatórios e de caráter cístico à ultrassonografia. O diagnóstico MAIS provável é:
Paciente do sexo feminino, 28 anos, HIV positivo, dirige-­se a emergência devido à dor de cabeça insuportável. Na semana passada, apresentou déficit funcional motor leve do lado direito. Logo após sua admissão, apresentou quadro motor compatível com epilepsia. Exame físico: Sinais vitais normais, ausência de rigidez na nuca, hemiparesia direita e afasia. Fundo de olho apresenta edema de papila. Qual o diagnóstico provável?
Compartilhar