Questões na prática

Clínica Médica

Hepatologia

Na avaliação de um paciente com ascite de origem recente, assinale o item que melhor define a etiologia:

A
Nível de glicose no líquido ascítico.
B
Gradiente soro-ascítico de proteínas.
C
Nível de LDH no líquido ascítico.
D
Gradiente soro-ascítico de albumina.
E
Gradiente soro-ascítico de LDH.
Sobre doenças respiratórias que acometem crianças, julgue os itens subsequentes. I - Se um pré-escolar evolui há 15 dias com febre diária vespertina, tosse seca, sudorese noturna, anorexia e emagrecimento: a radiografia do tórax mostra adenomegalia Peri-hilar e condensação de lobo inferior direito: e o exame de lavado gástrico é negativo para bacilo de Koch, o diagnóstico de tuberculose pode ser descartado. II - Caso uma criança com três anos de idade apresente, há dois anos, episódios repetidos de pneumonia e diarreia, a causa mais provável será a deficiência de alfa1-antitripsina. III - Considerando que um lactente com três meses de idade apresente agudamente quadro febril, tosse e dificuldade para respirar e a radiografia do tórax mostre acentuada hiperinsuflação pulmonar, o diagnóstico clínico será de bronquiolite viral e o agente etiológico mais frequente nesse tipo de caso é o adenovírus. IV - Radiografia de tórax com condensação em lobo inferior direito e discreto derrame pleural sugere pneumonia por Clamydia pneumoniae. V - Pneumonia por Mycoplasma pneumoniae costuma apresentar-se com o hemograma normal ou com discreta leucocitose. A quantidade de itens certos é:
Fernando, 3 anos, branco, compareceu a seu médico de família levado pela mãe com exames complementares já realizados. Fernando estava em bom estado geral, eutrófico e a única alteração apresentada no exame físico foi palidez palmar leve. Os exames apresentavam os seguintes resultados: Hb:10,3 g/dL, VCM: 70, CHCM: 28, ferritina sérica diminuída, saturação de transferrina diminuída, ferro sérico diminuída. Qual o diagnóstico mais provável para Fernando?
Recém-nascido, 37 semanas de idade gestacional, peso de nascimento = 2570 g, com exame físico inicial normal, com 40 horas de vida, evoluiu com tremores, irritação e temperatura de 38°C. Fontanela normotensa. FR = 70 mpm. FC = 150 bpm. Urinou 3 vezes desde o nascimento e perdeu 9% do peso. Quer mamar a toda hora. Quais são as hipóteses diagnósticas mais prováveis?
Menino, 13 anos de idade, refere ganho de peso excessivo nos últimos 6 meses. Nega queixas respiratórias e urinárias. Dorme cedo e é “preguiçoso” para levantar de manhã. Evacua a cada dois dias, fezes marrons, endurecidas, ocasionalmente faz esforço para evacuar. Não toma café da manhã, não consome verduras e frutas, somente arroz e feijão em grande quantidade, carne (2 a 3 bifes médios) e dois copos de refrigerante no almoço e jantar; salgadinhos fritos no recreio da escola. Frequenta escola pela manhã, tendo rendimento escolar regular. Joga futebol por 40 minutos, duas vezes por semana, na aula de educação física. Mãe e pai têm peso proporcionado para altura. É filho único. Ao exame: bom estado geral, hidratado, tireoide palpável, de tamanho e consistência normais; exame do tórax sem alterações; panículo adiposo bem desenvolvido na região abdominal, sem outras alterações. Apresenta estrias esbranquiçadas no tórax, abdome e dorso. T. Axilar = 36,8°C; PA = 110 x 70 mmHg; estadiamento puberal de Tanner: P2 e G3. Encontra-se no percentil 97 para altura, pouco acima do limite superior do canal familiar (que se encontra entre os percentis 5 e 95) e acima do percentil 97 para peso; índice de massa corporal e prega cutânea tricipital acima do percentil 95. Os exames subsidiários MAIS indicados neste caso são:
Compartilhar