Questões na prática

Clínica Médica

Pneumologia

Na crise grave de asma são corretas as seguintes intervenções, EXCETO;

A
Uso de oxigênio
B
Uso de corticóides sistêmicos
C
Uso rotineiro de antibióticos
D
Associar broncodilatadores de curta duração
E
Monitorização do K + plasmático
Paciente com 42 anos de idade, com ciclos menstruais regulares, procurou atendimento com queixa de dor em fossa ilíaca direita, há 6 meses, de leve a moderada intensidade, diária. O exame clínico ginecológico não evidenciou alterações significativas. O ultrassom evidenciou cisto ovariano à direita, sugestivo de teratoma e CA 125 = 4,0. Foi submetido à laparoscopia, com ooforectomia direita, e o exame anatomopatológico intraoperatório evidenciou diagnóstico de carcinoma de ovário. Sabe-se que nesses casos está indicada a realização de estadiamento cirúrgico, no mesmo ato, o que inclui histerectomia e ooforectomia contralateral. Do ponto de vista ético, qual a conduta mais adequada do cirurgião?
Em relação à infecção puerperal, pode-se afirmar que: I - útero amolecido e doloroso à palpação, febre e lóquios fétidos são sugestivos de endometrite. II - trabalho de parto prolongado, tempo de cesariana superior a 60 minutos e amniorrexe prematura são fatores predisponentes para endometrite puerperal. III - é considerada febre puerperal com aumento de risco da morbidade materna, temperatura axilar de 38°C ou mais, verificada em duas ocasiões distintas, 24 horas após o parto. Qual a alternativa correta?
Na avaliação da dor lombar há os "sinais de alerta" que indicam uma condição mais grave, como câncer, infecção, fratura ou síndrome da cauda equina. Dentre as seguintes alternativas, qual NÃO é um sinal de alerta:
Paciente alcoolista crônico desenvolveu quadro de vômitos, sudorese e desidratação. Após o diagnóstico de pancreatite aguda, desenvolveu confusão e taquipneia. Qual dos sintomas tem maior especificidade para o diagnóstico de abstinência alcoólica?
Compartilhar