Questões na prática

Clínica Médica

Gastroenterologia

Na doença do refluxo gastroesofágico, nós sabemos que o esfíncter esofagiano inferior (EEI) desempenha papel fundamental no que diz respeito à fisiologia normal da junção esofagogástrica. Dentre as opções abaixo, qual a que NÃO representa uma condição que altera o bom funcionamento deste esfíncter?

A
A musculatura intrínseca do esôfago distal.
B
Os pilares diafragmáticos
C
As fibras musculares oblíquas da cárdia
D
A pressão transmitida pela cavidade torácica.
A rizartrose geralmente acompanha a:
Um paciente com 35 anos procura a emergência por palpitações. Constata-se no eletrocardiograma uma taquiarritmia com complexo estreito (FC = 160 bpm e PA = 140/80 mmHg). Qual o diagnóstico mais provável e qual é a conduta mais adequada?
Sobre transtornos do humor, considere as afirmativas a seguir: I. A depressão bipolar clássica é caracterizada por insônia e diminuição importante do apetite. II. A depressão unipolar costuma ter início mais tardio, apresentar melhor resposta aos antidepressivos e evoluir com menos episódios do que a depressão bipolar. III. O tratamento do transtorno bipolar II deve ser abordado com cautela, pois o uso de benzodiazepínicos pode precipitar um episódio maníaco. IV. Um episódio depressivo sem tratamento dura de 6 a 13 meses, a maioria dos episódios tratados dura cerca de 3 meses. Assinale a alternativa correta.
Paciente de 48 anos, masculino, com história de abuso de cocaína (crack) foi trazido ao Pronto-Socorro (PS) por quadro de agitação e agressividade com início há 5 dias. Necessitou, ao chegar, de contenção física e medicamentosa (Haloperidol 5 mg 1 amp IM + Midazolam 15 mg 1 amp IM) repetidas vezes, o que se repetiu até o dia seguinte. Familiares relatam que o paciente iniciou o quadro com falta de sono, passando a noite ao telefone e se apresentava sexualmente desinibido. Após 48 horas de permanência no PS aguardando vaga para internação psiquiátrica, começou a apresentar acentuação da confusão mental, períodos de sudorese franca, taquicardia, pressão arterial instável e rigidez muscular intensa e persistente. Com 72 horas de evolução apresentava grave hipertermia (T = 40,3°C) e piora ainda maior da confusão mental com períodos de mutismo. Foram solicitados exames, sendo os principais resultados hemograma com leucocitose (Leuc = 20000) sem desvio à esquerda, TSH = 0,5; T4 Livre = 1,2; CPK = 5639, hipernatremia, creatinina = 1,6 e densidade urinária elevada (1030). Foi realizada punção liquórica, com exames normais. O plantonista solicitou transferência para a UTI. Assinale abaixo a hipótese que melhor explica a evolução clínica apresentada:
Compartilhar