Questões na prática

Pediatria

Cirurgia

Cirurgia Geral

Na hérnia inguinal da criança, é correto afirmar que:

A
quanto menor a criança, maior a possibilidade de encarceramento ou estrangulamento, razão pela qual existe maior urgência na realização da cirurgia.
B
a cirurgia deve ser indicada após os 6 meses de vida nos meninos.
C
deve-se realizar a exploração cirúrgica contrateral apenas em meninos com mais de 4 anos quando a hérnia for do lado direito.
D
deve-se tomar conduta expectante em ambos os sexos até que a criança complete 2 anos de idade.
E
a utilização de cintos e faixas de proteção por um período de até 6 meses são um fator importante na involução espontânea da hérnia, dispensando-se dessa forma a cirurgia.
A epidemia da AIDS e a multirresistência às drogas fez com que a expressão epidemiológica da tuberculose no Brasil, neste final de século – com estimativas de prevalência de 50 milhões de infectados e registro de 6.000 óbitos/ano –configure uma prioridade da Saúde Pública no combate a doença. A vacina BCG exerce notável poder protetor contra as manifestações graves da primo-infecção da tuberculose. Porém, configuram-se contra indicações para a vacinação da BCG os seguintes casos, EXCETO:
Paciente em investigação de infertilidade primária se recusa a realizar o exame de histerossalpingografia solicitado pelo médico assistente. A mesma alega que o exame é muito doloroso e já havia recebido o diagnóstico de Síndrome Anovulatória Crônica há 05 (cinco) anos. Sobre o caso pode–se afirmar:
Paciente de 32 anos apresenta gengivorragia ao escovar os dentes, bolhas hemorrágicas em cavidade oral e equimoses em membros inferiores há três dias. Está corada, afebril e não apresenta hepatoesplenomegalia. O hemograma revela Hcto 38%; Hb 13,5 g/dl; leucócitos 9.500/mm³ com 1% basófilos, 4% eosinófilos, 5% bastões, 70% segmentados, 16% linfócitos e 4% monócitos, plaquetas 18.000/mm³, TAP = 14 segundos com 85% de atividade, PTT = 37 segundos. O diagnóstico mais provável é:
Assinale a INCORRETA sobre o diagnóstico diferencial de asma:
Compartilhar