Questões na prática

Ginecologia e Obstetrícia

Ginecologia

Na investigação das duas causas mais frequentes de infertilidade conjugal, em nosso meio, os primeiros exames que devem ser solicitados ao casal, são:

A
Espermograma e biópsia endometrial no 21º dia do ciclo
B
Biópsia endometrial do 18º ao 21º dia do ciclo menstrual e USG pélvica
C
Histerossalpingografia e espermograma
D
Espermograma e teste pós-coito
E
Monitorização da ovulação pela USG pélvica e espermograma
Jana tem 25 anos e tem diagnóstico de lúpus eritematoso sistêmico. Apresenta-se à consulta pré-natal com gestação de 08 semanas, datada através de ultrassonografia realizada há 3 dias. Deseja saber quais as possíveis complicações que poderia apresentar na gestação. Então você explica que há risco de complicações maternas e fetais, exemplificadas, respectivamente, em:
Carla tem 13 anos e chega ao ginecologista acompanhada de sua mãe, Eduarda, devido à irregularidade menstrual. Informa a menarca aos 11 anos permanecendo em seguida, 5 meses sem menstruar. Atualmente seus ciclos variam entre 21 e 45 dias, com duração entre 3 e 10 dias. O seu exame físico é compatível com a idade e os exames hematimétricos encontram-se normais. O diagnóstico mais provável de Carla é:
Daniela tem 24 anos e procura ambulatório com dor torácica, em aperto, que piora com esforço e dura cerca de 15 minutos. Refere perda do pai, aos 60 anos de idade, por infarto agudo do miocárdio, há poucos meses. Você registra no prontuário o diagnóstico e sua proposta terapêutica como: “Paciente:
Maria José tem 78 anos e é levada, por seu filho, à emergência por apresentar subitamente tonteira rotatória precipitada pelo giro da cabeça. Maria José refere início com mudança de posição na cama e ao calçar a sandália. Maria José diz que a tonteira “é muito forte e passa num instante”. Perguntada, não refere perda auditiva. Na emergência a hipótese diagnóstica inicial é de:
Compartilhar