Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Hematologia

Dentre as síndromes falciformes, a hemoglobinopatia SC tem um comportamento clínico mais brando do que a hemoglobinopatia SS. Duas situações clínicas são mais frequentes na hemoglobinopatia SC:

A
esplenomegalia e AVCis
B
colelitíase e úlceras maleolares
C
priapismo e osteomelite por salmonella sp
D
retinopatia e necrose de cabeça de fêmur
Adolescente com quadro de febre, odinofagia e exsudato em orofaringe. Foi ao posto e então medicado com amoxicilina. Posteriormente, evoluiu com exantema maculopapular disseminado com persistência da febre. O sinal que mais auxilia na confirmação do diagnóstico clínico mais provável é:
Um menino de 4 meses de vida é internado em enfermaria de pediatria com diagnóstico de bronquiolite. Dos abaixo citados, o agente mais comum desta doença é:
A propedêutica pulmonar em um quadro de pneumonia, na faixa etária de pré-adolescente, pode incluir a pecterilóquia, que é definida como:
Na investigação de hipoglicemia em recém-nascido de 20 dias de vida, gestação de termo sem intercorrências (Idade gestacional: 38 semanas), parto normal, Apgar 9/10, adequado para a idade gestacional (peso de nascimento: 3.350 g e comprimento de 49 cm), filho de pais consanguíneos, os seguintes resultados de exames foram constatados: glicemias de jejum = 21, 32 e 35 mg/dl; insulinas basais (dosadas juntamente com as mencionadas glicemias) = 23, 44 e 48 mU/L (VR: 2-19); peptídeo C = 7,22 ng/ml (VR: 0,36 - 3,59). Não apresenta sinais de sepse e necessita de VIG (Velocidade de Infusão de Glicose) elevada. A hipótese diagnóstica mais provável é de:
Compartilhar