Questões na prática

Clínica Médica

Neurologia

Hematologia

Nenhum medicamento é inócuo, podendo acarretar reações adversas que comprometem qualidade de vida e, eventualmente, sobrevida. É INCORRETO afirmar que: Referência: FUCHS, F.D., WANNMACHER, L.; FERREIRA, M.D. Farmacologia clínica. Terceira edição. Editora Guanabara Koogan, 2004.

A
As alterações do equilíbrio hidroeletrolítico associadas aos corticóides e os distúrbios gastrointestinais causados por antiinflamatórios não esteróides são exemplos de efeitos colaterais desses medicamentos.
B
As maiores incidências de surdez e intoxicações digitálicas em pacientes com insuficiência renal, tratados respectivamente com aminoglicosídeos e digoxina, em comparação com os que apresentam função renal normal, são exemplos de sobredosagem relativa.
C
Certos casos de diarréias e infecções secundárias após a utilização de antimicrobianos que alteram a flora do organismo são exemplos de efeitos secundários desses medicamentos
D
A administração repetida de morfina, na mesma dosagem, diminui progressivamente a intensidade de seus efeitos farmacológicos é exemplo de hipersensibilidade.
E
A ocorrência de anemia hemolítica, por deficiência da glicose-6-fosfato-desidrogenase, em alguns pacientes sob uso de medicamentos derivados da cloroquina é classificada como uma idiossincrasia desses medicamentos.
RN, 3 horas de vida, nascido em Hospital Secundário com Apgar de 6 e 8, peso ao nascer de 2120 g e idade gestacional de 34 semanas. Em seguida, foi transportado no colo da enfermeira para Hospital Terciário. Existe relato de crises de cianose durante o transporte. Exame físico: FC = 110 bpm, T = 35,9°C, FR = 65 irpm, mau estado geral, apatia, palidez cutânea, extremidades frias e cianóticas, respiração irregular e ausência de dispneia ou gemência. AS HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS SÃO:
Na avaliação de um recém-nascido com diagnóstico de infecção congênita por citomegalovírus,
O fator mais importante no prognóstico de paciente submetido à biópsia excisional de melanoma maligno é
Paciente de 15 anos de idade, com fadiga, mialgia generalizada, dor de garganta há 3 semanas, com piora importante há cinco dias. O paciente fez uso de amoxicilina por conta própria, sem melhora da dor de garganta, mas com o aparecimento de exantema maculopapular disseminado pela pele. Exame físico: T = 38°C; FC = 110 bpm; PA = 110 x 60 mmHg; hipertrofia e hiperemia das amígdalas, linfadenomegalia cervical anterior e submandibular bilateral com gânglios de 2 a 3 cm, móveis, consistência fibroelástica e dolorosos à palpação. Restante do exame físico inalterado. O provável agente etiológico é:
Compartilhar